Petróleo e gás é tema de debates em SantosUm dos assuntos mais importantes que foram discutidos no Seminário Gás na Economia, acontecido nesta última terça-feira, 03 de agosto de 2010, em Santos, é a necessidade de planejamento para a instalação das bases da Petrobras na região da Baixada Santista. Uma das maiores preocupações das autoridades é de que a região se desenvolve com base no planejamento adequado e na sustentabilidade, além de evitar todos os problemas que ocorreram na cidade de Macaé, que desde a década de 70 vem crescendo de forma acelerada e desordenada devido às instalações de produção e exploração de petróleo e gás da Petrobras e outras empresas petrolíferas.

Entre as principais autoridades presentes no evento estavam o prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa, a prefeita de Cubatão, Márcia Rosa, a prefeita de Guarujá, Maria Antonieta de Brito, José Luiz Marcusso, gerente geral da unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos, Luís Antônio de Mello Awazu, presidente da Cia Bandeirantes de Armazéns Gerais, Agenor Junqueira, diretor de Transporte Marítimo da Transpetro e Renato Barco, diretor de Planejamento e Controle da Codesp.

O gerente geral da unidade de Operações de Exploração e Produção da Bacia de Santos, José Luiz Marcusso ressaltou a necessidade de capacitar a rede de fornecedores da região. Já o prefeito de Santos, Papa, destacou que a cidade está se preparando intensamente para receber o polo industrial de petróleo, com formação de mão de obra, capacitação dos fornecedores, construção de mais hospitais, melhorias nos serviços de fornecimento de energia e água, entre outros fatores. A prefeita de Cubatão disse que é preciso mostrar aos moradores da cidade que o crescimento e o desenvolvimento do local será bom para todos, e não apenas para uma pequena parcela da população.

Parque Tecnológico em Santos

A Petrobras anunciou ontem a instalação do Núcleo do Centro de Pesquisas Leopoldo Américo Miguez de Melo (Cenpes) em Santos para atuação na área de desenvolvimento de pesquisa logística na região do pré-sal. A informação foi dada durante o Seminário Gás na Economia, pelo gerente de Pesquisas e Desenvolvimento de Produção desse centro, José Roberto Fagundes Neto. O intuito é atrair a participação das universidades que trabalharão em conjunto com a Petrobras e com as prefeituras de Santos, Praia Grande, Guarujá e Cubatão, além de orientar a área de ensino para o estímulo a vocações para atuar nas áreas técnicas, pesquisa científica e de engenharia, e formar a mão de obra destinada a trabalhar pelos próximos 50 anos nas atividades de petróleo e gás, na região.

De acordo com José Roberto, "o Brasil é um país que ainda forma muitos advogados, mas poucos engenheiros, por isso não atende às exigências necessárias para essas possibilidades de crescimento que o país está vivenciando", analisa José Roberto. Outra novidade revelada pelo secretário municipal de Desenvolvimento e Assuntos Estratégicos, Márcio Lara, em nome do prefeito João Paulo Papa é a construção de um Parque Tecnológico de Santos, que será instalado nas áreas de revitalização urbana do Valongo, na Vila Mathias e ampliado para o bairro Vila Nova, onde Santos conta com uma escola técnica.

Os dois empreendimentos se completam no objetivo de desenvolver projetos de pesquisa e inovação, tecnologia da informação, meio ambiente e logística. "Essas atividades, em virtude do grande desafio não somente da profundidade das águas, mas também das grandes distâncias envolvidas na operação dessa exploração, vão exigir um processo de logística inovador. Com certeza, essa é uma pesquisa inédita", adiantou Lara.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás