A empresa alemã Linde, fabricante de empilhadeiras e equipamentos de armazenagem, com fábrica em Osasco (SP), vai dar início a um processo de nacionalização de alguns modelos da marca. O objetivo é o de recuperar a competitividade.

A nacionalização reduzirá em até 50% o custo de alguns modelos. A previsão inicial é produzir 30 empilhadeiras por mês, com um índice de nacionalização de 60% a 70%. Com base nessa expectativa, a Linde projeta triplicar as vendas em unidades nos próximos 12 meses, com um crescimento da receita de 30%. Com a produção local, a empresa pretende iniciar as exportações para outros países da região.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Comércio Internacional
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Comércio Internacional