Um tensiômetro é um instrumento utilizado para medir o teor de umidade do solo. Ele indica as forças físicas de gravidade e de ligação molecular que devem ser superados com a finalidade de extrair água do solo. Um dispositivo industrial como o tensiômetro é capaz de medir a facilidade com que a água pode ser extraída do solo e serve para avaliar o quanto uma planta terá que “trabalhar” para absorver a água do solo circundante. Para a indústria agrícola, os tensiômetros industriais são muito úteis para os agricultores em predizer qual a quantidade de água a colheita vai precisar para vingar.

Conhecendo as suas necessidades de irrigação, os agricultores e engenheiros agrícolas podem criar programas de irrigação especiais para tipo de plantação. Eles são capazes de avaliar com mais precisão a quantidade de água necessária nas lavouras e em quais intervalos as plantações deverão ser regadas. Este conhecimento é particularmente útil durante a estação mais seca do ano, pois o tensiômetro é um instrumento de fácil manuseio e pode ser automatizado para controle de irrigação.

Como um instrumento de controle, o tensiômetro é geralmente composto de um tubo longo, feito de vidro ou de plástico, bem vedado, e parcialmente preenchido com água. Um revestimento de cerâmica porosa é o que permite que a água dentro do tubo fique localizado em uma apenas uma extremidade do tubo. A outra extremidade tem um vacuômetro, que mede a pressão dentro do tubo. O mercado de produtos para indústria conta com os maus variados tipos de tensiômetros, que variam de 6 polegadas (15,24 cm) de comprimento a cerca de 1,22 metros, embora existam mini-tensiômetros que medem o potencial matricial da água a uma profundidade de 0,5 polegadas (1,27 cm).

A ponta de cerâmica do modelo de tensiômetro é inserida no solo que está sendo monitorado. O tubo que está parcialmente cheio de água possui um vácuo e caso haja água acumulada ou umidade, a ponta de cerâmica absorve a umidade do solo e o vácuo diminui. Caso contrário, se o solo estiver seco, a água é retirado do tubo e vai para o solo, sendo assim, o vácuo no tubo aumenta. O indicador mede o vácuo e registra sua leitura e, desta maneira, um tensiômetro registra alterações na quantidade de água do solo.

Os variados modelos de tensiômetros normalmente têm uma área restrita de segurança. Suas leituras retratam apenas a umidade do solo em um pequeno volume de terra ao redor da área em que está plantada, portanto, não pode ser empregado para fornecer leituras de uma parte muito extensa de terra. Além disso, os tensiômetros geralmente não executam em terrenos arenosos ou muito secos, pois é necessário que certa quantidade de água esteja presente no solo para o instrumento funcionar de modo eficaz.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Controle & Instrumentação
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Controle & Instrumentação