Revenimento por precipitação em ligas endurecidasRevenimento é um método de tratamento térmico de metais, ligas e vidro muito empregado na indústria metal-mecânica, geralmente após a têmpera com o objetivo de reduzir as tensões no metal decorrentes desse processo. Em aços, a têmpera é feita para "endurecer" o metal, transformando a martensita ou bainita, elementos mais frágeis, em uma combinação de ferrite e cementita ou, às vezes, em martensita revenida. Ligas metálicas, como muitos tipos de alumínio e superligas, são temperadas com a técnica de têmpera para precipitar as partículas intermetálicos que reforçam o metal e o tornam endurecido. O revenimento por precipitação em ligas endurecidas  é realizado por um aquecimento controlado da peça de trabalho a uma temperatura abaixo de sua baixa temperatura crítica.

Na metalurgia, há sempre um equilíbrio entre a força e a flexibilidade. Este delicado equilíbrio possui muitas sutilezas inerentes ao processo de têmpera. O controle preciso do tempo e da temperatura durante o processo de têmpera são fundamentais para alcançar um metal bem equilibrado com as propriedades mecânicas. As principais características do processo de revenimento são: aumenta a ductilidade e tenacidade, reduz a fissuração, melhora a usinabilidade, aumenta a resistência ao impacto, melhora a maleabilidade e diminui a dureza.

Antes da precipitação da liga a ser temperada, ela deve ser colocado em solução. Durante este processo, a liga é aquecida até dissolver e distribuir uniformemente os elementos da liga. A liga é, então, submetida a uma taxa de resfriamento suficiente para evitar que seus elementos se dissipem da solução. A liga é temperada, em seguida, por aquecimento a temperaturas inferiores à temperatura de dissolução.

Durante a têmpera, os elementos de liga se difundem e reagem para formar compostos intermetálicos. Os compostos intermetálicos não são solúveis na liga e irão se precipitar, formando pequenas partículas. Estas partículas reforçam o metal, impedindo a circulação dos deslocamentos através da estrutura cristalina da liga. A manipulação cuidadosa de têmpera, o monitoramento de tempo e da temperatura são fatores que permitem que o tamanho e a quantidade de precipitados possam ser controlados, adequando as propriedades mecânicas da liga.

Cabe ressaltar que o método de têmpera em alumínio também é conhecido como "envelhecimento". Artificialmente, as ligas envelhecidas são moderadas à temperatura elevada, enquanto que, naturalmente, essas mesmas ligas de envelhecimento podem ser atenuadas em temperatura ambiente.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Metal Mecânica
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Metal Mecânica