Um osciloscópio digital eletromagnético é uma ferramenta de controle e medição usada para medir a corrente elétrica e a voltagem. Existem dois tipos de oscilógrafos bastante utilizados hoje em dia: o osciloscópio de raios catódicos e o oscilógrafo eletromagnético. O oscilógrafo eletromagnético é mais básico no design, com uma simples bobina magnética e um método simples de medir as mudanças na bobina. O osciloscópio de raios catódicos é mais complexo, até mesmo o modelo básico é construído em torno de um tubo de raios catódicos (CRT), semelhantes aos encontrados em aparelhos televisores mais antigos. Os mais novos tipos de osciloscópio industrial tendem a fornecer dados mais precisos, sendo usados em muitos campos, incluindo a ciência, a medicina e a engenharia.

É comumente utilizada em experimentos de laboratório, manutenção de equipamentos eletrônicos e como uma ferramenta de diagnósticos médicos, como meio de exibir as ondas de batimentos cardíacos em um eletrocardiograma. Alguns modelos de osciloscópios modernos utilizam telas de exibição de LED ou LCD em vez de raios catódicos. O oscilógrafo eletromagnético é uma ferramenta surpreendentemente simples. Os modelos de oscilógrafos novos são alimentados através de uma bobina magnética. Pequenas variações na dinâmica fazem com que a corrente elétrica passe pela bobina. Esta dinâmica é medida e as variações na corrente ou tensão são derivadas da velocidade e da condução da bobina. Existem duas variantes comuns em relação ao oscilógrafo eletromagnético padrão: um usa laser e, o outro tem uma saída direta. Quando equipado com um laser, a luz é devolvida a partir do laser por um espelho curvo e volta para um receptor.

O tempo que leva para a luz de retorno é medido em vez de a bobina ser medida diretamente. Isso faz com que as leituras se tornem mais precisas, além de ser mais fácil ver menores variações na corrente. A produção direta em um oscilógrafo é vista como a forma de um ou mais padrões de ondas desenhadas em papel, onde ficam registradas essas ondas eletromagnéticas. Esta variação é a única forma de saída direta comum em oscilógrafos eletromagnéticos, afinal, outras formas de produção são apenas seqüências de medidas que necessitam de interpretação, antes de serem úteis.

Os osciloscópios de raios catódicos usam uma pequena tela de TV com o objetivo de mostrar o padrão de onda real da corrente enquanto viaja através do dispositivo. Quando nenhuma corrente passa através do dispositivo, o CRT exibe um ponto estacionário único ou um único ponto se move verticalmente pela tela. Quando a corrente se agita, ela se move através de uma série de placas que medem a variação do curso. A corrente faz com que estas placas flutuem em relação uns aos outros, se movendo, na tela, para cima e para baixo. Isso permite que o dispositivo mensure não só como o padrão atual oscilógrafo eletromagnética age, mas também todas as formas de ondas, tais como batimentos cardíacos.

Atualmente, muitas empresas estão se empenhando em desenvolver instrumentos de medição precisos e seguros para as indústrias, como é o caso da Instrutemp. A Instrutemp produz osciloscópios multímetros, osciloscópios digitais de 25 MHZ, 60 MHZ e 100 MHZ, chegando até 300 MHZ. Além dos instrumentos digitais, a Instrutemp também comercializa osciloscópios analógicos e osciloscópios multímetros.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Controle & Instrumentação
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Controle & Instrumentação