Indústria petroquímica é a chave para o crescimento profissionalO Brasil vive um momento de forte expansão no setor industrial, especialmente após a implementação do PAC – Programa de Aceleração do Crescimento. Dentre todos os segmentos industriais, um merece grande destaque: a indústria petroquímica. Certamente, nunca a indústria petroquímica tenha recebido tantos investimentos como recebe agora. A descoberta de novos campos de petróleo ao longo da costa brasileira e das reservas de Pré-sal na Bacia de Santos aumentou ainda mais os investimentos e as oportunidades de crescimento econômico para o Brasil e para o povo brasileiro. Não é exagero dizer então que a indústria petroquímica é a chave para o crescimento profissional de profissionais experientes e ta mesmo daqueles que ainda se preparam para entrar no mercado de trabalho.

Para atuar no segmento petroquímico, há muitos tipos de engenharia que apóiam o trabalho com produção de petróleo e produtos derivados. A engenharia de petróleo é uma delas. Além de atuar especificamente com exploração e produção de hidrocarbonetos, petróleo e gás, o engenheiro de petróleo e gás também pode construir sua carreira ao atuar nos reservatórios. Assim como esse profissional, o engenheiro químico é essencial nos processos produtivos da indústria petroquímica.

A engenharia mecânica é outro setor que encontra muitas portas abertas, não só na indústria petroquímica, mas também em outras indústrias. O engenheiro mecânico é o responsável por desenvolver ferramentas e máquinas industriais, mas ele tem também a oportunidade de ir além da atuação em projetos. Esses profissionais podem se enveredar pelos campos de engenharia de montagem e engenharia de manutenção, duas atividades essenciais em qualquer tipo de trabalho de engenharia, seja na construção civil, na indústria farmacêutica, de alimentos, automotiva, naval, química e aeroespacial.

Cabe lembrar que hoje, o Brasil vive uma fase de escassez de engenheiros, de diversas especializações. Devido a isso, aumentam também as oportunidades para as universidades, que começam a investir em novos cursos, principalmente, capacitam ao máximo seus professores para que formem profissionais qualificados para o mercado de trabalho e modernizam suas instalações a fim de que sirvam como um espelho do ambiente onde estes futuros profissionais irão atuar.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Carreira Industrial
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Carreira Industrial