Em comunicado oficial, a companhia petrolífera norueguesa Statoil afirmou nesta quarta-feira (29/9) ter feito nova descoberta em águas profundas angolanas, mais precisamente, no bloco 15/06 . Foi encontrado óleo com 34º API e uma produtividade de 7.000 barris/dia  após a realização de teste de produção no poço. As primeiras análises  indicam uma probabilidade de elevar o volume recuperável de óleo na região, o que daria para duplicar a capacidade de produção do bloco.

A Petrobras detém participação de 5% no consórcio de exploração da área, que é operada pela Eni, detentora de 35% de participação. Outras companhias também têm participação no projeto, incluindo Statoil Angola (5%) Falcon Oil Holding Angola (5%), Sonangol (15%), Total (15%) e SSI Fifteen Limited (20%). A Petrobras opera três blocos exploratórios, sendo eles os blocos 18/06, 6/06 e 26, além de participar como não-operadora em outros três consórcios em Angola, nos blocos 2/85, 15/06 e 34.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás