A CVRD fornecerá 11,3 milhões de tonelada de minério de ferro até 2012. A Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) fechou um contrato de longo prazo com o Shougang Group (Shougang), um dos maiores produtores de aço da China, para fornecimento de 11,3 milhões de toneladas de minério de ferro entre 2004 e 2012. O acordo foi assinado ontem no Rio de Janeiro pelo presidente da mineradora, Roger Agnelli, e pelo presidente do Conselho de Administração do Shougang, Zhu Jimin, que veio especialmente ao Brasil para a formalização do contrato.

O novo acordo anunciado ontem amplia o fornecimento de minério da Vale para os chineses. A CVRD já possuía contrato com o Shougang para a venda de 4,4 milhões de toneladas entre os anos de 2004 e 2008. Com o novo contrato firmado pelas duas companhias, o fornecimento de minério do grupo brasileiro para o Shougang sobe para 15,7 milhões de toneladas no período entre 2004 e 2012.

Segundo nota divulgada pela Vale, os contratos de longo prazo fechados entre a empresa e seus clientes "concedem suporte ao seu esforço de investimento na expansão da capacidade de produção de minério de ferro e, ao mesmo tempo, eliminam riscos quanto ao suprimento futuro de matéria-prima para a indústria siderúrgica.

Antes do Shougang, a mineradora fechou contrato com dois grupos chineses. Um deles foi a Baosteel, para a venda de 14 milhões de toneladas por ano a partir de 2010. Além de cliente, a siderúrgica Baosteel será sócia da Vale em uma usina de placas a ser construída no Maranhão, que contará, também, com a Arcelor, atualmente a maior cliente da CVRD. O outro contrato foi formalizado com a China Steel, para o fornecimento de 4,1 milhões de toneladas de pelotas por sete anos.

A Vale também tem contratos de longo prazo com a siderúrgica japonesa Nippon Steel - sócia da mineradora na Usiminas - para o fornecimento de 70 milhões de toneladas, 600 mil toneladas por ano. Na Europa, a empresa assinou acordos de longo prazo com a Arcelor, 20 milhões de toneladas anuais por um período de cinco anos, e ainda com a inglesa Corus, para fornecer 10 milhões de toneladas por ano em cinco anos.

A China importa, atualmente, um terço da produção mundial de minério de ferro. Por conta disso, tem interesse em fechar contratos de longo prazo de minério de ferro para garantir o fornecimento de matéria-prima para a indústria siderúrgica. A inglesa Rio Tinto, segunda maior exportadora mundial de minério de ferro, assinou um acordo extra de 40 milhões de toneladas anuais com dez siderúrgicas chinesas pelos próximos 10 anos para a exportação de minério de ferro.

No primeiro semestre do ano, as exportações consolidadas da Vale foram de US$ 2,536 bilhões e as exportações líquidas, US$ 2,110 bilhões. No segundo trimestre de 2004, a empresa exportou US$ 1,524 bilhão, aumento de 60,9% em relação ao mesmo período de 2003 e de 50,6% na comparação com o primeiro trimestre do ano. As exportações líquidas (exportações menos importações) alcançaram US$ 1,246 bilhão. A China foi o principal mercado comprador de minério de ferro da Vale no segundo trimestre, com 20,8% das exportações do grupo, cerca de 7,1 milhões de toneladas.

Autor(es): Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Comércio Internacional
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Comércio Internacional