O volume de vendas de aço bruto no mercado interno cresceu 17,2% no acumulado do ano até agosto em relação a 2003, muito acima do aumento da produção, que cresceu 5,3%, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS).

De janeiro a agosto, foram comercializados dentro do país 11,817 milhões de toneladas de aço bruto, incluindo laminados e semi-acabados, sobre produção total de 21,861 milhões de toneladas.

Nos últimos meses, as ações de siderúrgicas como Gerdau, CST, CSN e Acesita vêm apresentando forte desempenho na Bovespa, após as empresas terem apresentado lucros sólidos no primeiro semestre e darem indicação de que o mercado continuaria favorável na segunda metade do ano.

No acumulado de janeiro a agosto, a produção de aços planos pela indústria siderúrgica foi de 9,441 milhões de toneladas, alta de 9,4% sobre 2003. As vendas internas no segmento foram de 6,817 milhões de toneladas no mesmo período, alta de 12,6%.

No caso de aços longos, a produção nos oito primeiros meses do ano foi de 5,914 milhões de toneladas, com vendas domésticas de 4,535 milhões de toneladas, altas de 14,6% e de 24,1%, respectivamente.

Agosto

Segundo os números do IBS, a venda de aços planos dentro do país em agosto somou 902 mil de toneladas, alta de 2% sobre julho e aumento de 42% em relação ao ano passado. A produção de aços planos, excluídas as placas, foi de 1,193 milhão de toneladas no último mês.

O banco de investimentos Merrill Lynch afirma em relatório que, apesar dos aumentos de preços de cerca de 20% nos meses de julho e agosto para aços planos, a demanda continuou muito forte no Brasil no mês passado, principalmente pela performance da indústria automotiva.

As montadoras intaladas no país esperam produzir este ano 2,1 milhões de veículos, alta de 36% sobre 2003, graças à recuperação do mercado doméstico e ao aumento das exportações.

''Olhando para frente, esperamos que as vendas de aços planos no mercado interno cresçam ainda mais, porque o período de setembro e outubro é de atividade de produção intensiva de carros'', segundo o banco de investimentos.

Em aços longos, o volume de vendas no Brasil em agosto foi de 605 mil toneladas, sobre produção de 807 mil toneladas no período, segundo o IBS. Isso representa queda de 10% nas vendas internas sobre julho e produção estável mês a mês.

O Merrill Lynch atribui a queda no mercado interno de aços longos em agosto contra o mês anterior ao forte desempenho do segmento em julho, quando clientes anteciparam compras antevendo reajuste.

Autor(es): Infomet

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia