Uso do protetor auricular garante segurança no trabalhoNo ambiente industrial, é comum ruídos e barulhos causados pelo funcionamento de equipamentos e ferramentas durante os processos de manufatura. Em quase todos os tipos de trabalhos no chão de fábrica, o uso de equipamentos de segurança é a garantia de proteção aos trabalhadores, especialmente os que atuam na área de usinagem, soldagem ou os que ficam expostos a produtos químicos e ambientes insalubres. Nesse caso, o uso de protetor auricular é uma forma de garantir a segurança física do trabalhador enquanto executa alguma função que proporcione muito ruído.

O protetor auricular é um tipo de EPI essencial em grande parte das plantas industriais, especialmente no setor metalúrgico, onde os processos de usinagem são comuns e requerem maior cuidado do trabalhador em relação à saúde e segurança do trabalho. Dentre os principais fabricantes de equipamentos de proteção individual estão a 3M do Brasil. A 3M é responsável pela fabricação de uma ampla linha de protetores auditivos, com modelos de protetores auriculares de concha, protetores de ouvido tipo arco, protetores de inserção moldados e pré-moldáveis.

O protetor abafador tipo concha modelo H6A, por exemplo, possui haste fixa na cabeça e tem capacidade de atenuação de até 20 decibéis. Já o modelo H6P3E é um protetor tipo cocha com haste acoplável no capacete capaz de atenuar até 17 decibéis (NRRsf). A empresa também fornece protetores com haste fixa atrás da nuca, com haste dobrável, além de protetores de inserção pré-moldada com cordão de silicone e polipropileno e protetores de haste com pó de tungstênio, a fim de detectar a presença do trabalhador, através do detector de metais, em áreas restritas.

Os modelos de protetores tipo arco são mais leves, com hastes mais finas e um par de espumas com a finalidade de atenuar os ruídos e vedar totalmente a entrada do orifício auricular. Com atenuação de ruído na faixa dos 15 decibéis, esse protetor é adequado também para uso eventual, sendo mais eficaz para uso atrás da nuca e não abaixo do queixo. Cabe lembrar que esse tipo de suprimento deve ser escolhido de acordo com a necessidade do trabalhador e da área onde ele atua. Dependendo desses fatores, os tamanhos e materiais de confecção das peças podem mudar significativamente.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Segurança do Trabalho
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Segurança do Trabalho