Statoil solicita novas licenças de produção no Mar de Barents e no Mar da NoruegaA companhia petrolífera norueguesa Statoil pediu novas licenças de produção no Mar de Barents e no Mar da Noruega durante a primeira fase da ronda de licenciamento 21, na plataforma continental norueguesa (NCS). Cinquenta e um blocos foram disponibilizados no Mar de Barents e mais 43 no Mar da Noruega. "A SAE é importante para a Statoil", diz Tom Dreyer, vice-presidente de exploração da SAE. "O pedido que enviamos é bastante abrangente, e esperamos um bom resultado”. O resultado do pedido de concessão só deve sair no primeiro semestre de 2011.

De acordo com Tom Dreyer, vice-presidente para a exploração na plataforma continental norueguesa, "o acesso a novas áreas de exploração é essencial para que sejamos capazes de confirmar a existência de novos recursos, o que poderia constituir a base para o desenvolvimento autônomo”, concluiu Tom.

Ao longo dos últimos anos, o governo da Noruega concedeu novas áreas por meio de rondas de licenciamento regulares a cada dois anos. "Para garantir uma boa carteira de exploração de petróleo e gás para os próximos anos temos essa política de licenciamento previsível por parte das autoridades", diz Dreyer.

No Mar da Noruega, a Statoil deve avaliar as perspectivas para um plano de desenvolvimento em águas profundas no campo de Luva. No mar de Barents, a empresa iniciou uma campanha de perfuração de novos poços de exploração no campo de Skrugard, sob a licença 532, através do poço 7220/8-1, licença concedida na ronda de licenciamento prévio. Em áreas do Mar de Barents já abertas às atividades de exploração de petróleo, a Statoil afirma que opera 63 dos 83 poços perfurados até o momento.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás