A Companhia Vale do Rio Doce planeja implantar três usinas siderúrgicas no Maranhão até 2010, com capacidade total de produção de 24 milhões de toneladas por ano. O volume representa um acréscimo de 70% à atual capacidade instalada de todas as siderúrgicas do país, que soma 34 milhões de toneladas. O projeto foi apresentado, nesta quinta-feira (23/9), a Carlos Lessa e Darc Costa, respectivamente, presidente e vice-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O governador do Maranhão, José Reinaldo Tavares, também participou da apresentação. O valor total do projeto é de 11,4 bilhões de dólares. O empreendimento será implantado em duas etapas. Na primeira, as três usinas terão capacidade para produzir 4 milhões de toneladas anuais cada uma. Até o final da década, porém, uma ampliação das plantas elevará capacidade individual para 8 milhões de toneladas. A produção será destinada à exportação e deve atingir 9 bilhões de dólares por ano.

Cerca de 50 mil empregos serão gerados pelo projeto. Para suprir essa demanda, serão realizados investimentos na qualificação profissional dos trabalhadores da Amazônia e do Nordeste, a fim de que possam estar aptos a atuar no pólo siderúrgico.

Autor(es): Portal Exame

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas