As vendas internas de produtos siderúrgicos cresceram 33% em setembro, comparadas às do mesmo mês do ano passado, e bateram recorde mensal de volume: 1,6 milhão de toneladas. Nos primeios nove meses do ano, as vendas domésticas acumulam alta de 19%. No setor externo, a siderurgia brasileira exportou até setembro US$ 3,875 milhões, 41,4% acima do período em 2003. Este valor já supera o valor das exportações no ano passado todo.

"Com estes resultados, perde um pouco o sentido discutir se há uma recuperação cíclica ou sustentada. Os dados internos mostram que realmente há uma retomada em curso", comentou o vice-presidente-executivo do Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS), Marco Polo de Mello Lopes. Para 2004, o IBS trabalha com a expectativa de crescimento no volume do consumo interno de 14,3%.

O instituto informou que o setor "dá expressivo e necessário suporte ao aumento da demanda dos setores intensivos em aço, alguns dos quais estão liderando o crescimento da economia industrial, como o de bens de capital e bens de consumo durável". Justamente os setores de automóveis e eletrodomésticos tem reclamado nos últimos meses do aumento de custo do aço.

Autor(es): Diário do Comércio

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas