Torno vertical para usinagemUm torno é uma máquina operatriz bastante utilizada no setor metalúrgico para usinar peças de metal em bruto, madeira ou materiais compostos, utilizando ferramentas de corte móveis. Essencial para a produção de componentes mecânicos, o processo, conhecido como torneamento ou usinagem, geralmente é realizado com um torno horizontal. Muitas vezes, porém, as limitações de espaço ou características de material exigem a utilização de um torno vertical. Além dos tornos verticais pneumáticos, mecânicos e tornos hidráulicos, atualmente, as empresas podem contar com modelos de tornos CNC produzidos por fabricantes de tornos especializados.

Um torno vertical, como ferramenta de perfuração, é constitui-se basicamente das mesmas peças que servem para a fabricação de torno horizontal. As funções dos modelos de tornos verticais industriais são muito semelhantes também, contudo, o movimento das peças do torno vertical CNC ou de outro modelo ocorre de cima para baixo e vice-versa, ao invés de um movimento lateral, como é o caso com tornos horizontais. Este alinhamento vertical permite que os materiais volumosos e pesados sejam usinados de forma mais eficiente do que com um torno horizontal.

Todos os tornos industriais, verticais ou horizontais, são constituídos pelos mesmos elementos básicos. O torno pode ser de bancada ou contar com pés de suporte. O cabeçote inclui o eixo e a bucha, peças que servem para transformar o material a ser usinado. As principais partes do torno vertical são: o cabeçote fixo, sendo um conjunto de engrenagens responsáveis pelo movimento de rotação das peças usinadas, a caixa Norton, um tipo de componente formado por eixos e engrenagens, que transmitem o movimento do avanço do recâmbio para a ferramenta.

Já o recâmbio é a parte que realiza a transmissão do movimento rotacional do cabeçote fixo para a caixa Norton. O carro principal é constituído pelo carro transversal, pela mesa, carro superior e porta-ferramenta, com a opção de ter o avanço do carro de modo automático ou manual. O barramento é o componente que serve de apoio para os elementos móveis e fixos, assegurando o alinhamento da máquina. O carro transversal é a parte que faz o movimento automático, por intermédio da rosca sem-fim, ou movimento manual, feito por um volante.

O carro superior é um suporte giratório que possibilita o torneamento em ângulos. A porta-ferramenta, ou torre, é onde são afixados os suportes de ferramentas, presos com o uso de parafusos de aperto. O cabeçote móvel é dispositivo do torno que se desloca sobre o cabeçote fixo ou barramento. O eixo principal e a contraponta ficam localizados na mesma altura e estabelecem o eixo de rotação da superfície usinada.

Esse tipo de torno industrial, que pode ser mecânico, CNC, pneumático, entre outros modelos, podem ser adquiridos em lojas especiais, através de sites de empresas especializadas ou mesmo por leilões virtuais, onde a comercialização desse tipo de equipamento é comum e apresenta muitas vantagens em termos de custo-benefício.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos