Gerdau compra sete unidades de corte e dobra nos EUAAs fábricas possuem capacidade de 160 mil toneladas anuais de aço. A Gerdau Ameristeel, subsidiária do grupo Gerdau na América do Norte, assinou um contrato para a compra de todos os ativos da Gate City Steel e da RJ Rebar, ambas de propriedade de uma mesma família norte-americana e com sede em Indianápolis, Indiana, nos Estados Unidos. A Gerdau Ameristeel preferiu, por enquanto, não divulgar o valor do negócio. Segundo o presidente e CEO da empresa, Phillip E. Casey, as sete unidades adquiridas são bastante parecidas com as seis da Potter Form & Tie, compradas pela Gerdau Ameristeel em fevereiro deste ano, por cerca de US$ 10 milhões.

A aquisição, disse Casey, deverá ser concluída até o início de dezembro, após a provação das autoridades competentes. A Gate City Steel e a RJ Rebar são empresas de corte e dobra de vergalhões, com e sem revestimento de epóxi, e estão localizadas no meio-oeste e no sul dos EUA. Juntas, as unidades adquiridas têm capacidade instalada de 160 mil toneladas por ano de transformação (corte e dobra de vergalhão), incluindo 30 mil toneladas anuais de vergalhões com revestimento de epóxi, um pó de plástico usado para revestir o vergalhão, prevenir a ferrugem e estender sua vida útil.

As fábricas estão localizadas nas cidades de Indianápolis e Muncie, estado de Indiana; Sterling e Lemont, estado de Illinois; Birmingham, estado de Alabama (duas unidades); e Hamilton, estado de Ohio. Com essas sete novas aquisições, somam 30 as operações de corte e dobra da Ameristeel nos EUA. Segundo Casey, a localização das unidades vai permitir a expansão da presença da Gerdau Ameristeel na populosa região do meio-oeste americano. Em fevereiro deste ano, a Gerdau anunciou a aquisição de todos os ativos da Potter Form & Tie., com sede em Belvidere, Illinois, nos EUA, também situada nessa região. A Potter Form é líder em vendas de vergalhões cortados e dobrados e outros materiais de alto valor agregado para a indústria de concreto armado, e possui unidades em Belvidere, Urbana e Decatur, estado de Illinois; Madison e Appleton, no estado de Wisconsin; e em Eldridge, estado de Iowa.

A nova aquisição, disse Casey, também irá permitir a obtenção de sinergias com as unidades da North Star Steel, recém-adquiridas pela Gerdau Ameristeel da Cargill, nos EUA. "Os vergalhões produzidos pela North Star Steel serão transformados nessas novas unidades", informou Casey. O grupo Gerdau vai investir US$ 266 milhões na compra de ativos e em capital de giro dessa empresa norte-americana, em negócio que abrange quatro usinas produtoras de aço longo, com capacidade para produzir cerca de 2 milhões de toneladas por ano.

Segundo o executivo, a Gerdau Ameristeel continuará analisando a compra de outros ativos na América do Norte. "A empresa está sempre aberta para discutir qualquer crescimento nesse mercado. A Ameristeel é uma empresa que está se consolidando, e pelos próximos dois anos deverá analisar algumas opções que tenham valor estratégico no negócio de corte e dobra", disse. O grupo, segundo informou o presidente da Gerdau, Jorge Gerdau Johannpeter, estuda também algumas possibilidades para a compra de ativos em países da América do Sul. A Gerdau já possui fábricas no Chile (Gerdau AZA), Uruguai (Gerdau Laisa) e uma participação de 38,2% da Sipar Laminación de Aceros, na Argentina.

A Gerdau Ameristeel surgiu da fusão das operações do grupo Gerdau e da Co-Steel na América do Norte, em outubro de 2002. A empresa já ocupa segunda posição no ranking de produção de aços longos dentro da América do Norte. No primeiro semestre deste ano, a empresa obteve um lucro líquido de R$ 395 milhões e um faturamento de R$ 4,9 bilhões. No período, respondeu por 44% do faturamento total do grupo Gerdau nas Américas. Quando assumir os ativos da North Star, da Gate City Steel e da RJ Rebar, a Gerdau Ameristeel contará com 14 usinas siderúrgicas, 30 unidades de corte e dobra de aço (vergalhão) e 13 unidades de transformação.

No total, passará a contar com uma capacidade instalada de 8,4 milhões de toneladas curtas de aço por ano. A Ameristeel também possui uma joint venture, a Gallatin Steel, fabricante de aços planos, localizada no Kentucky.

Autor(es): Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas