O Maranhão deseja implantar um pólo siderúrgico, cujo projeto prevê investimentos de US$ 11,4 bilhões. O pólo deverá elevar em 70% a produção nacional do aço até 2010; o volume de exportações deverá gerar US$ 9 bilhões em divisas para o País e serão criados 50 mil empregos até a fase final do empreendimento, conforme projeto apresentado em setembro pelo governador do Estado, José Reinaldo Tavares e o diretor da Companhia do Vale do Rio Doce (CVRD), Dalton Nosé, ao BNDES.

O projeto tem por objetivo instalar três siderúrgicas de grande porte, com capacidade de produzirem, juntas, 24 milhões de toneladas por ano. Este volume representa um acréscimo de 70% na produção atual do País, de 34 milhões de toneladas por ano. Segundo o projeto, as siderúrgicas serão instaladas com capacidade inicial de produção de 4 milhões de toneladas por ano, expandida para 8 milhões de toneladas por ano na segunda fase. O aço produzido será destinado à exportação.

Autor(es): Revista Metal Mecânica

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas