Programa de Conservação Auditiva em segurança do trabalhoO ruído, ou o som em níveis indesejados e elevados, são os problemas mais difundidos em saúde ocupacional e segurança do trabalho. O ruído é um subproduto de muitos processos industriais, aos quais os trabalhadores não ficam imunes e precisam se submeter ao ruído extremo por longos períodos de tempo. Por isso é que foi criado o Programa de Conservação Auditiva em segurança do trabalho, o PCA.

Cabe lembra que o som é composto de mudanças de pressão em um meio (geralmente o ar), causadas por vibração ou por turbulência. Essas mudanças produzem ondas de pressão a partir da fonte de vibração ou turbulência. A exposição frequente aos altos níveis de ruído causa perda auditiva e pode provocar outros efeitos nocivos à saúde humana.

A extensão dos danos depende principalmente da intensidade do ruído e da duração da exposição. A perda auditiva induzida por ruídos pode ser um problema temporário ou permanente. A perda auditiva temporária devido à exposição ao ruído por curto prazo acaba retroagindo após um período de descanso. Geralmente, a exposição prolongada a ruídos de alta níveis ao longo de um período de tempo vai, gradualmente, gerando permanentes danos aos tímpanos.

Equipamentos de proteção individual para audiçãoO Programa de Conservação Auditiva é projetado para proteger os trabalhadores da deficiência auditiva com significativa exposição ao ruído ocupacional. O PCA deve ser adotado por todas as empresas, sendo que este programa obriga as indústrias e empresas de modo geral a monitorarem os níveis de ruídos dentro de cada departamento. Todos os trabalhadores que ficam expostos a níveis de ruído que ultrapassem os 85 decibéis, por oito horas diárias, devem ser monitorados de perto.

Os trabalhadores, além de terem o direito a observar os procedimentos de monitoramento, também devem receber a notificação dos resultados da exposição. O método utilizado para notificar os funcionários segue os critérios do empregador. É primordial também que os empregadores verifiquem cuidadosamente a calibração dos instrumentos utilizados para o acompanhamento do trabalhador a fim de garantir que as medições sejam precisas.

É de responsabilidade das empresas fornecerem aos empregados os equipamentos de proteção individual específicos, incluindo os protetores de ouvidos, que atualmente são feitos pelos fabricantes de EPIs em diversos modelos de tamanhos, de modo que cada equipamento pode se adaptar às necessidades do usuário.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Segurança do Trabalho
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Segurança do Trabalho