Ohmímetro como instrumento de medição elétricoUm ohmímetro é um aparelho que mede a quantidade de atrito elétrico gerado quando os elétrons passam por um condutor elétrico. Também conhecida como resistência elétrica, o valor desse atrito é expresso em unidades de "ohm." Esta medida é regulada pela "Lei de Ohm", que afirma que a passagem de corrente através de um circuito elétrico é diretamente proporcional à quantidade de tensão exercida. Quando escrito em forma de equação algébrica, esse fenômeno natural fica assim: R = V / I, onde R é resistência elétrica do circuito, V é diferença de potencial elétrico e a letra I representa a intensidade do circuito elétrico. Esta ilustração da relação entre esses valores é atribuída ao seu formulador, o físico alemão e professor, Georg Simon Ohm, no século 19.

A mecânica de como funciona um ohmímetro é muito simples. Primeiro, um ohmímetro precisa ser capaz de gerar um fluxo interno de corrente e, portanto, ele vem equipado com sua própria bateria. O dispositivo também é composto por dois cabos, a partir dos quais a resistência entre eles é medida. O cabo vermelho é ligado ao terminal positivo correspondente à unidade elétrica que está sendo testada, enquanto que o preto fica ligado ao terminal negativo. Como a corrente flui da bateria através da unidade, o ohmímetro mede a queda de tensão ou de resistência.

OhmímetroSe houver uma abertura no circuito, o resultado produzido é chamado de "resistência infinita", e é indicada pela agulha do instrumento que se estende ao extremo esquerdo da escala logarítmica. Isso pode parecer estranho, já que a maioria dos outros aparelhos de medição elétrica oscila para a extrema-direita para indicar um nível máximo. Por outro lado, se não houver resistência, um ohmímetro proporcionará uma leitura zerada. No entanto, se a resistência já era um fator esperado depois dessa leitura, isso indica que há um curto no aparelho que está sendo testado.

Enquanto os primeiros tipos de ohmímetros analógicos utilizavam apenas dois cabos, a próxima geração conta com quatro cabos. Um par é destinado ao fluxo de corrente, enquanto o outro par mede a resistência. Essa avanço na tecnologia de produção dos modelos de ohmímetros compensam qualquer variação na regulação de tensão entre as duas primeiras ligações que possam comprometer a precisão, especialmente quando se tenta medir uma resistência muito baixa. Finalmente, o ohmímetros digitais mais modernos utilizam um leitor digital que oferece a mais alta precisão, sem contar que isso representa uma melhoria significativa sobre o seu antecessor analógico.

Independentemente de ser analógico ou digital, um ohmímetro nunca deve ser conectado a um aparelho elétrico que tenha sua própria fonte de tensão. Por um lado, o instrumento é concebido para medir a resistência com base no fluxo da corrente produzida pela sua própria bateria. Qualquer interferência de outra fonte de corrente irá prejudicar a sua função e produzir falsas leituras. Além disso, caso a fonte secundária de tensão seja alta o suficiente, isso pode danificar irreversivelmente o ohmímetro.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Elétrica & Eletrônica
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Elétrica & Eletrônica