Google
Matérias, artigos e empresas relacionados a Manutenção e Suprimentos para a indústria
Esqueci minha senha

Diferença entre Ecologia e Ciências Ambientais

A principal diferença entre ecologia e ciências ambientais é que o último é um campo mais abrangente que incorpora muitos elementos das ciências da Terra.

Mais notícias relacionadas a meio ambiente:

Lubrificantes Fênix minimiza impacto com oxidação térmica
A preocupação com o meio ambiente está no DNA da empresa desde sua fundação.


Empresas de biotecnologia representam Brasil na Bio 2013
Maior convenção do setor acontece em abril nos EUA


Para que servem as cortinas de lodo
Também conhecidas como barreiras de lodo, são usadas para evitar que sedimentos de construção poluam ...


Diferença entre Ecologia e Ciências AmbientaisExistem algumas diferenças entre Ecologia e Ciências Ambientais. A Ecologia é um ramo da biologia que está focado na análise de organismos vivos no ambiente natural. Os ecologistas observam olhar como os organismos interagem com o ambiente e entre si, além disso, estudam os sistemas complexos e interconectados que influenciam a vida na Terra. A Ecologia também é conhecida como biologia ambiental, e há uma série de subdisciplinas dentro deste ramo das ciências que trata de temas específicos, tais como a relação entre o homem e o ambiente natural.

Os pesquisadores em ecologia podem estudar indivíduos, populações, comunidades e ecossistemas. O ambiente natural é fortemente interligado, e por isso os pesquisadores podem se concentrar em uma única população de plantas ou animais, por exemplo, e encontrar informações para futuros estudos ou pesquisas. Por exemplo, populações de ruminantes podem influenciar as populações de plantas, alimentando-se de algumas espécies de plantas e evitando outras, bem como excretando sementes que podem ser utilizadas como adubo posteriormente.

EcologiaNo século 20, os ecologistas passaram a se interessar especialmente nas atividades humanas e seus impactos sobre o ambiente, reconhecendo que os seres humanos poderiam ter uma influência enorme (mas nem sempre benéfica) para a natureza. Por exemplo, o despejo de poluentes em um rio gera uma série de mudanças na natureza, assim como a pavimentação de mais de uma zona úmida pode eliminar um habitat e provocar o deslocamento de animais que estão acostumados a viver no local.

Os ecologistas também se interessaram por estudar e analisar a fundo os ecossistemas inteiros, e pesquisar todos os organismos que neles vivem e que os influencia. A Ecologia também pode ser estudada em ambientes urbanos. O estudo da ecologia não se restringe ao ambiente terrestre, mas envolve também os ambientes marinhos, lagos e rios, que acabam por fornecer uma grande quantidade de matérias-primas para o estudo.

O ambiente marinho, em particular, não era muito bem compreendido, pois os pesquisadores afirmavam, até algumas décadas atrás, que os oceanos não mantinham muitas espécies diversificadas. Por exemplo, durante séculos as pessoas imaginavam que as regiões mais profundas do oceano estavam inativas e sombrias, mas no século 20, os pesquisadores descobriram áreas de atividade biológica em torno de fontes hidrotermais, com organismos que tinham se adaptado à pressão, à falta de luminosidade, ao baixo nível de oxigênio, entre outras condições adversas.

Uma diferença importante entre a ecologia e ciência ambiental é o objetivo da pesquisa em cada disciplina. Diferentemente dos cientistas e ambientalistas, os ecologistas tendem a concentrar suas investigações em populações muito específicas dos seres vivos, como um certo tipo de erva ou de um grupo de peixes. Os ecologistas procuram entender como as populações interagem entre si, se reproduzem e prosperam dentro de um ecossistema. Eles se concentram principalmente nas pesquisas de fatores imediatos, tais como as preferências alimentares, predação e seleção sexual em um grupo. Através de uma cuidadosa observação e pesquisa histórica, os ecologistas explicam as adaptações de desenvolvimento e evolução que a influência de uma espécie.

Já os cientistas ambientais realizam estudos laboratoriais e de campo para aprender sobre uma série de fatores que influenciam uma área. Como os ecologistas, eles estudam os seres vivos e seus comportamentos em detalhe. Além disso, os cientistas consideram os impactos ambientais no clima, processos geológicos, mudanças de temperatura e os ciclos da água quando se investiga os ecossistemas. Por exemplo, um cientista ambiental pode pesquisar os impactos de uma estação seca, especialmente no crescimento de diferentes espécies de plantas em uma área. O cientista pode então tentar identificar eventuais consequências negativas resultantes da presença de animais herbívoros na região.


Editora

facebook      twitter      google+

* campos obrigatórios

Outras notícias relacionadas a meio ambiente:

ABNT lança norma sobre manufatura reversa de eletroeletrônicos

Nesta sexta-feira (19 de abril), a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) apresenta em São Paulo a norma ABNT NBR 16156:2013 - Resíduos de equipamentos eletroeletr ...
Desenvolvimento econômico sustentável

O termo desenvolvimento econômico sustentável refere-se ao saldo de crescimento econômico junto com as necessidades sociais e ambientais. Para que o crescimento econômico seja considerado sustent ...
Como funciona um sistema de esgotos

Um sistema de esgoto de águas residuais move o material isolado a partir de seu ponto de origem, de modo que possa ser eliminado ou tratado. Existem três principais ...
Prós e contras de sacolas reutilizáveis

Com tantos problemas ambientais que assolam o planeta, o ideal seria que todas as pessoas contribuíssem para evitar a poluição originada pelo acúmulo de lixo, especialmente por ...
Poluição causada por produtos plásticos

O plástico tornou-se um produto essencial para as pessoas ao redor do mundo. Desde a sua descoberta por Alexander Parkes em 1852, tem sido um dos produtos mais usados ...
O que é biorremediação

A biorremediação é um método, dentro do campo da biotecnologia, criado para impedir as crescentes ameaças provenientes de formas graves de poluição ambiental. Como o nome sugere ...
Ministro da Economia alemão ainda se opõe a licenças de emissão de carbono

Ministério da Economia da Alemanha continua em oposição a um plano da União Europeia para conter um excesso de oferta de licenças no maior mercado mundial ...

Meio Ambiente
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Meio Ambiente


Veja na Agenda de Feiras e Congressos
Veja na Agenda de Feiras e Congressos

Google