Montagem automatizadaA montagem automatizada refere-se a uma forma de produção de bens com uso de máquinas automatizadas e robôs nas linhas de montagem, envolvendo também uma abordagem sistemática para a montagem de produtos acabados, operados parcialmente ou independentemente do controle humano. Na maioria dos casos, as máquinas automáticas são utilizadas para produzir produtos e peças padronizadas com base em uma série específica de movimentos repetitivos e programados nas linhas de montagem. Em muitas empresas de tecnologia e nas fábricas de modo geral, a montagem automatizada é uma parte importante do processo de manufatura.

No início do século XIX, entre 1908 e 1915, a automação industrial começou como uma prática regular de fabricação nasceu em empresas como a Ford Motor Company nos Estados Unidos. Com a padronização de peças utilizadas na fabricação do automóvel Ford Modelo T, além de do emprego de equipamentos automatizados para a montagem dos veículos, a Ford tornou-se mais capaz de produzir centenas deste veículo popular para a venda aos consumidores ao redor do mundo. Isso tornou mais rápida e barata a produção de veículos em massa. A montagem automatizada foi então introduzida em muitas outras indústrias, como resultado desse sucesso.

Automação industrialHoje, em muitas fábricas, a montagem automatizada é usada para criar as peças e depois montá-las em uma grande variedade de produtos de consumo. Os trabalhadores sempre ficam a postos para supervisionar o processo e certificar-se que o fluxo da linha de montagem é mantido por longos períodos de tempo a fim de maximizar a capacidade de produzir milhares de produtos de qualidade, no menor período de tempo. Grande parte do maquinário usado exige cuidadosa calibragem, manutenção e muitos ajustes, mas não exige qualquer outra interação humana.

As plantas de processamento de alimentos muitas vezes usam processos de montagem automatizados nas áreas onde o contato humano é perigoso ou pode causar a contaminação dos produtos. Os equipamentos de montagem robótica são aproveitados no processamento de produtos de forma sistemática dentro de um ambiente fechado com o objetivo de minimizar estes riscos. Os técnicos de produção trabalham atrás e barreiras de vidro que mantêm os produtos seguros do contato humano, mas permitem a monitoração dos processos com a finalidade de manter a garantia de qualidade.

As plantas industriais que fabricam em escala fazem uso apenas de linhas de montagem automatizadas, incluindo o uso de equipamentos de robótica pesados para montar grandes produtos, como automóveis e caminhões. Os sistemas de montagem nesses ambientes são operados por um centro de controle central por parte de alguns trabalhadores. Embora essa forma de produção possa ser encarada como uma forma de substituição ao trabalho humano, ela tem melhorado montagem nas indústrias e reduzido significativamente as taxas de falha em muitos setores.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Automação Industrial
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Automação Industrial