O gerenciamento de ferramentas é um dos principais segmentos do mercado de ferramentas no mundo. No Brasil, essa área teve início há cerca de cinco anos com o contrato assinado entre a Kennametal do Brasil e a Renault. De lá para cá, muitas empresas se interessaram pelo sistema e o segmento cresceu bastante. A própria Kennametal hoje gerencia ferramentas de 25 empresas e no momento participa de quatro outras concorrências com boas chances de conquistar os contratos.

"O sistema adotado na Renault, além de ser pioneiro no Brasil, é referência para todas as unidades da Renault no mundo", informa Salvador Favara Neto, gerente de Marketing da Kennametal. Hoje, a equipe da Kennametal que atua dentro da planta da Renault é formada por 26 funcionários, incluindo desde o comprador até o técnico que acompanha o dia-a-dia da máquina. A Kennametal é responsável pela compra das ferramentas, estocagem, pressetagem, acompanhamento de desgaste e vida útil, retrabalhos, até o descarte ao final do processo.

O crescimento dessa área dentro da Kennametal levou à criação de uma nova divisão, a KTM - Kennametal Tool Management, especialmente para atuar com gerenciamento. "Trata-se de uma unidade totalmente independente. Para atuar nessa área é preciso ter autonomia", explica.

Além dos bons resultados obtidos em empresas que optaram pelo sistema, Favara lembra que outro fator que tem favorecido a procura por gerenciamento de ferramentas é o fato de muitas companhias estarem adotando o conceito de que precisam se focar naquilo que é a alma de seu negócio, deixando o que não é a principal atividade para parceiros especialistas. "No fundo, não é muito diferente do conceito das montadoras".

Porém, não existe um modelo pronto de gerenciamento, um pacote do tipo plug and play... Cada cliente tem suas próprias necessidades. É preciso ir ao cliente, conhecer suas necessidades, o que ele está buscando. Conforme Favara, "nós aprendemos a interpretar as necessidades dos clientes e crescemos muito nos últimos dois anos".

Segundo o gerente, a área de gerenciamento - somada as novidades nas linhas de produtos, a ampliação da rede de representantes e, ainda, a entrada no mercado dos produtos da recém-adquirida Widia - possibilitaram à empresa um excelente resultado no exercício fiscal passado, encerrado em junho. A Kennametal, porém, prefere não divulgar os números obtidos.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas