Toyota quer 50% das vendas em mercados emergentes em 2015A Toyota vai lançar 10 novos modelos de carros gasolina-elétricos, os chamados veículos híbridos, até 2015, enquanto também desenvolve modelos de carros totalmente elétricos e veículos movidos a células de combustível.

No último dia 09 de março, a montadora afirmou que tem como objetivo manter metade de suas vendas globais em mercados emergentes em 2015. A empresa informou que planeja dobrar o lucro operacional de 1 trilhão de ienes (US $ 12 bilhões) em relação aos níveis estimados este ano "o mais rapidamente possível. "A Toyota Motors espera atingir um lucro operacional de cerca de 1 trilhão de yenes assim que possível, o representa quase o dobro dos 550 bilhões de yenes de lucro operacional projetando para o ano fiscal atual.

A companhia do setor automotivo pretende aumentar a proporção do lucro operacional de vendas de 5% a partir dos 2,9% estimados para o ano fiscal corrente, mesmo levando-se em consideração o que a montadora chamou de “um ambiente de negócios bastante competitivo”.

Toyota Motors A empresa também disse que reduziria o número dos membros de seu conselho de administração de 27 para apenas 11 "a fim de melhorar a tomada de decisão. A montadora de automóveis japonesa também deverá criar um "comitê consultivo regional", para adicionar uma perspectiva mais global em relação a que tem sido criticada nos últimos anos com a tomada de decisões mais centralizadas no Japão. Alguns conselheiros regionais dos Estados Unidos incluem o ex-vice-presidente da General Motors, Mark Hogan.

Toyota "Visão Global" tem como objetivo implementar as lições aprendidas com a crise financeira mundial de 2008, que mergulhou a montadora em grandes dívidas e nos milhões de recalls que mancharam a sua imagem e a sua qualidade no mercado.

"Em 2010 obtivemos 60% de nossas vendas nos países industrializados e 40% nos mercados emergentes", disse o presidente da empresa, Akio Toyoda. "Eu quero que a proporção aumente para 50/50 em 2015”, disse Toyoda, neto do fundador da empresa, acrescentando que a China, o mercado o maior do mundo de automóveis, poderá em breve abocanhar 15% das vendas globais.

As vendas globais atingiram 8.420.000 unidades em 2010 e poderá, em breve, chegar a 10 milhões de euros, sugeriu a Toyoda, acrescentando que o foco da empresa não estava em metas numéricas.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas