Nokia teve produção afetada por terremoto no JapãoA maior fabricante mundial de telefones móveis, a Nokia, anunciou em 21 de março que o terremoto e o tsunami no Japão interromperam quase completamente o abastecimento de seus produtos, mas esse fato não será considerado um impacto significativo sobre seus resultados do primeiro trimestre deste ano.

Após as tragédias naturais ocorridas no Japão em 11 de março, a Nokia contabiliza os prejuízos e agora espera reorganizar sua capacidade de produção na unidade de serviços e dispositivos para fornecer uma série de produtos, o que ainda não aconteceu até o momento. O motivo é a escassez que abateu toda a indústria de componentes relevantes e matérias-primas provenientes do Japão.

"No entanto, a Nokia não espera nenhum impacto material em seus resultados financeiros no 1 º trimestre de 2011, devido a este evento", acrescentou a empresa em comunicado. O porta-voz da empresa de telefonia móvel, James Etheridge, afirmou que a Nokia estava avaliando a situação para identificar exatamente quais as medidas tomar e que pode ser feito em relação à falta de componentes no mercado.

"Estamos conversando com nossos fornecedores, basicamente, a fim de obter uma ideia sobre onde podemos acessar fontes alternativas de fornecedores de componentes, bem como observar diferentes processo de produção que poderiam atenuar os efeitos da escassez", enfatizou o porta-voz. Etheridge afirmou que os trágicos acontecimentos no Japão não têm afetado as operações da empresa no País em seus escritórios situados em Tóquio e Osaka.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas