A montadora francesa Peugeot Citroën informou no último dia 24 de março que demitiu milhares de trabalhadores temporariamente, após o grande terremoto no Japão, seguido de tsunami, terem atingido muitas plantas industriais no País, inclusive as principais empresas fornecedoras de componentes para o setor automotivo.

A falta de componentes impede o prosseguimento da produção, por isso, alguns sites tiveram suas operações interrompidas. Com isso, cerca de 5.000 trabalhadores foram afetados em diferentes sites da empresa na França, além de mais 5.000 funcionários terceirizados que também foram prejudicados com a crise.

A paralisação deve ter um período relativamente curto. "A situação deve voltar ao normal dentro de uma semana", disse um porta-voz da companhia automobilística.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas