Os representantes do setor ferroviário, reunidos na Feira Negócios nos Trilhos, esperam que o novo governo mude o modelo de transporte do Brasil e dê prioridade ao sistema ferroviário, em vez do rodoviário. 0 Plano Plurianual 2000/2003, previsto no Orçamento da União, destina R$ 122,3 milhões para investimentos em obras ferroviárias. Este montante representa 1,4% dos R$ 8,6 bilhões previstos para as rodovias no mesmo período. Os empresários do setor propõem que o Brasil siga o exemplo da Inglaterra, onde o governo trabalhista de Tony Blair instituiu em 2000 o Plano Decenal para o Transporte, que está em plena execução e prevê para as ferrovias (todas concessionadas a operadores privados), excluindo metrôs e trens metropolitanos, 29 bilhões de libras de investimento público - US$ 45 bilhões até 2010. Para as rodovias troncais, responsáveis por 70% da carga, há 13 bilhões de libras (US$ 20 bilhões), menos da metade.

Autor(es): Revista Manutenção & Suprimentos

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia