Ford refaz planos de montagem em planta belga na próxima semanaA Ford anunciou esta semana que irá reprogramar todas as operações na fábrica de montagem de Genk, na Bélgica, para a semana de 04 de abril. A montadora havia planejado. Inicialmente, deixar os trabalhos de montagem em esquema de marcha lenta na planta belga pelo período de uma semana no mês maio, mas resolveu replanejá-la para o começo de abril, de modo que empresa consiga gerir de forma mais eficiente uma potencial escassez de peças em razão da crise no Japão, alavancada pelas tragédias naturais ocorridas em 11 de março, disse o porta-voz da Ford, Todd Nissen.

A planta industrial, que conta com 4.500 funcionários, é responsável pela produção de carros como o sedans Ford Mondeo e Galaxy e as minivans S-Max. Até agora, as fábricas da Ford foram minimamente afetadas por interrupções da cadeia de abastecimento provocadas pelo terremoto e pelo tsunami que devastaram algumas regiões do Japão. A montadora também precisou reduzir horas extras em algumas plantas na América do Norte e na Tailândia no início do mês de março, mas, "até o momento, as plantas mantiveram seus planos de produção", salientou Nissen.

"Nós temos tido sorte, mas há também muito trabalho duro pela frente", disse Nissen. A Ford, no entanto, pediu a seus concessionários para pararem de enviar novas encomendas de determinados veículos de cor preta, devido à falta do pigmento feito por um fornecedor no Japão, enfatizou Nissen.

A montadora, uma das maiores da indústria automotiva, também afirmou que os concessionários deverão ajustar a sua produção de determinados veículos em três diferentes tipos de tinta vermelha. "Os pedidos que ainda estão registrados serão atendidos, mas vai demorar um pouco mais para construir todos esses veículos", disse Nissen.

Nissen enfatizou que o adiamento de uma semana no encerramento das atividades da fábrica na Bélgica, bem como a escassez de certos pigmentos para a pintura de veículos, não afetarão a produção global de veículos da Ford para este trimestre. "Nós ainda continuamos fazendo o mesmo número [de veículos] que tínhamos planejado anteriormente", finalizou o porta-voz da montadora.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas