Walter dobra capacidade de produção de especiaisA fábrica de ferramentas especiais da Walter do Brasil acaba de receber mais um centro de usinagem Maho. Esse é o primeiro passo para a unidade ampliar a capacidade de produção para atender a alta demanda. Em 2005, a Walter planeja operar em três turnos de trabalho, elevando a capacidade de produção em 140%.

Segundo o gerente de produção e engenharia Mário Sérgio Couto, a procura por ferramentas especiais tem crescido muito, principalmente, porque constitui uma estratégia eficaz para a redução de custos nos processos de fabricação. "Costumamos dizer que onde há pelo menos duas ferramentas é possível a adoção de uma ferramenta especial. É comum a incorporação até de um conjunto delas numa só ferramenta", explica Couto.

"Além da otimizar o tempo das máquinas, que num só movimento realizam várias operações, as ferramentas especiais são vantajosas também porque reduzem o número de itens de estoque", afirma. O gerente avalia que o sucesso da linha de ferramentas especiais da Walter deve-se, em grande parte, à transformação dos vendedores em consultores técnicos, que estudam os processos e apresentam soluções ao cliente. Esse perfil é desenvolvido através de um intenso programa de treinamento adotado em 1999 e que vem sendo aperfeiçoado desde então.

Os bons resultados do programa credenciaram a Walter do Brasil a enviar ao exterior, nos próximos meses, dois de seus colaboradores para trabalharem na expansão dos negócios do grupo no México e na China. A subsidiária brasileira foi incumbida ainda de contratar e preparar mais quatro profissionais para atuarem nesses dois países.

Hoje, além de preparar seus colaboradores, a Walter está ampliando em 50% o quadro de funcionários que atuam em atendimento no Brasil. As contratações têm o objetivo de reduzir o número de clientes atendidos por cada profissional e favorecer o trabalho personalizado.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas