Segurança do trabalho: Perigos da contaminação radioativaA contaminação radioativa ocorre após o contato por um período prolongado com certos tipos de materiais radioativos, como gases radioativos, líquidos ou partículas, normalmente em decorrência de vazamentos em equipamentos de plantas químicas e indústrias nucleares. Plantas, água, solo, pessoas e animais podem ser contaminados por materiais radioativos que escapam no ambiente e vão para a atmosfera. Por exemplo, se uma substância radioativa é inadvertidamente derramada no chão, as próprias pessoas que circulam no local podem espalhar esta substância simplesmente ao caminhar no chão contaminado.

Uma série de eventos pode provocar riscos de contaminação radioativa e afetar a segurança do trabalho. No caso de uma explosão nuclear, por exemplo, isso resultaria na distribuição gases, líquidos e partículas de contaminação radioativa por todo o ambiente, contaminando tudo ao redor em uma raio de mais de 50km. Quando uma substância radioativa não está devidamente isolada em um equipamento ou uma câmara de proteção, o material radioativo pode se dissipar para outros objetos, causando uma grande contaminação radioativa, que por vezes, é fatal e pode demorar anos para acabar. A contaminação por radioatividade também pode ser o resultado inevitável de certas práticas. Um exemplo disso é que os materiais radioativos são automaticamente liberados durante o reprocessamento de combustível nuclear.

Cabe lembrar que a todo o momento as pessoas são expostas à radioatividade, pois ela está presente no ar, em quantidades praticamente imperceptíveis ao organismo humano. No setor médico, os equipamentos de Raio-X funcionam ao liberar uma carga de radioatividade. Contudo, esses níveis de radiação são totalmente controlados e, por isso, são seguros. A contaminação radioativa dos resíduos pode ocorrer externamente, internamente, ou através do ambiente. A contaminação externa ocorre quando o material radioativo, geralmente sob a forma de pó ou líquido, se acumula no cabelo de um indivíduo, em sua pele ou na roupa. A contaminação interna acontece quando uma pessoa inala, engole ou absorve uma substância radioativa. Quando o material radioativo é distribuído ou liberado no ambiente, a contaminação ambiental ocorre instantaneamente.

Os efeitos da contaminação radioativa variam, dependendo do tipo de substância radioativa, do nível de seu confinamento e do grau em que ela foi distribuída. Alguns efeitos de contaminação radioativa são geralmente mínimos caso os materiais radioativos apresentem baixos níveis de poder de contaminação. Mesmo nos casos de baixo nível, no entanto, o material nocivo precisa ser limpo e, em seguida, eliminado corretamente.

Contaminação radioativaPor outro lado, os níveis mais elevados de contaminação podem, significativamente, ameaçar as pessoas e o meio ambiente. A exposição humana aos materiais contaminados com radioatividade causa quedas de cabelo, danos aos órgãos internos, queimaduras, câncer e problemas genéticos em longo prazo. Os efeitos da contenção radioativa dependem do nível de contaminação radioativa e da toxicidade química da substância.

Para manter a segurança de funcionários de uma planta de geração de energia nuclear e dos moradores de uma região onde se encontra uma instalação nuclear, as empresas adotam um sistema de controle e monitoramento de contaminação, inclusive organizando zonas de segurança em torno das áreas contaminadas. As zonas de segurança são projetadas e desenvolvidas para reduzir o acesso a materiais radioativos que podem impactar negativamente a saúde pública. Os procedimentos de controle também costumam exigir das pessoas que trabalham em zonas de segurança o uso de equipamento de proteção individual e outros equipamentos de segurança específicos para o contato com materiais radioativos.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Segurança do Trabalho
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Segurança do Trabalho