BP vende unidade de alumínio para consórcio japonêsA companhia do setor de petróleo e gás BP enviou comunicado neste dia 04 de abril para divulgar que deverá vender sua unidade de alumínio, a ARCO, para um consórcio japonês por US $ 680 milhões, visando cobrir os prejuízos do ano passado após o acidente desastroso no Golfo do México, quando aconteceu o derramamento de óleo. "Embora seja uma empresa forte, a ARCO alumínio é claramente um ativo não estratégico para a BP," disse o chefe-executivo da empresa, Bob Dudley.

BP"O acordo de hoje vai entregar um preço atraente para as empresas, destravando o seu valor para nossos acionistas". A unidade dos Estados Unidos, que fornece chapas de alumínio usadas para fazer latas de bebidas, está sendo comprada por um consórcio composto por cinco empresas japonesas. A Sumitomo Light Metal Industries deve ficar com uma participação de 40% nas ações, a Furukawa Sky Aluminum Corp manterá 35%, 20% das ações serão destinadas à Sumitomo Corp, a Itochu Corp Metais ficará com 3% e a Itochu Corp, ficará com os 2% restantes.

A BP está buscando desbloquear 30 bilhões de dólares até o final de 2011 para atender à compensação de custos ligados ao derramamento de petróleo ocorrido no ano passado, com efeitos devastadores do Golfo do México, após uma explosão em uma plataforma da BP, a Deepwater Horizon. A explosão em 20 de abril de 2010 matou 11 trabalhadores e provocou o vazamento de 4,9 milhões de barris de petróleo no Golfo do México, durante um período de três meses, causando estragos no meio ambiente e prejuízos à economia.

"A BP continua no bom caminho para cumprir a sua meta de alcançar até US $ 30 bilhões de desinvestimentos no final de 2011", disse a empresa nesta segunda-feira, 04 de abril. "Incluindo a ARCO alumínio, a BP já entrou em acordos de cessões com um valor total de mais de US $ 24 bilhões".


Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás