Cuidados com os lixos nuclearesOs lixos nucleares são os resíduos radioativos descartados na produção de reatores nucleares, mas podem ser resíduos produzidos pelos próprios reatores, além de projetos de pesquisa nuclear e pela fabricação de bombas nucleares. Os resíduos nucleares são classificados em níveis baixo, médio e alto, conforme a quantidade de radioatividade irradiada pelo lixo químico. Pelo fato de que os resíduos nucleares sejam considerados de alta periculosidade, não é aconselhável que sejam manuseados sem o uso de equipamentos especiais e por qualquer pessoa sem formação profissional; contudo, esse tipo de lixo contaminado não é necessariamente mais perigoso do que os venenos químicos, tais como ricina e a toxina botulínica.

A maior fonte de resíduos nucleares são os materiais radioativos naturais (NORM). Todas as substâncias são ligeiramente radioativas com base no decaimento de isótopos naturais como o carbono-14, potássio-40, urânio-238 e tório-232. Se os elementos radioativos estão concentrados por processos naturais por processos industriais, eles se enquadram na classificação de lixo nuclear. Os resíduos nucleares categorizados de acordo com as normas específicas podem não se apresentar altamente radioativos, embora sejam capazes de produzir níveis perigosos de gás radioativo radônio.

Lixos nuclearesA outra fonte primária de resíduos nucleares é construída por reatores nucleares em plantas de geração de energia atômica. Depois que ocorre a fissão de um átomo, as duas partes do núcleo emitem radioatividade, e o processo de enfraquecimento desta irradiação pode levar milhares de anos para acontecer. Essas partes são conhecidas como produtos de fissão. Outras fontes de resíduos nucleares incluem a criação de novo combustível nuclear de urânio e a ativação de nêutrons dos materiais no reator.

Depois que um feixe de combustível nuclear for retirado de um reator, ele ainda irá conter a maior parte do seu urânio original; o combustível nuclear é, na maior parte, feito do urânio-238, que não realiza a fissão facilmente. Misturados com o urânio são os elementos transurânicos, produzidos pela reação entre nêutrons de urânio e produtos de fissão. Este coquetel radioativo pode ser separado por um processo chamado de reprocessamento nuclear, que classifica os produtos químicos dentro do combustível irradiado.

Os produtos de fissão produzidos a partir dos tipos de reatores nucleares são altamente radioativos e permanecerão oferecendo perigoso às espécies humana e animal por milhares de anos, mesmo que não estejam mais em uso. Por esta razão, seu descarte deve ser algo planejado e permanente, salientando que o lixo químico e contaminado com radioatividade, caso não seja descartado com as devidas precauções, pode contaminar solo e água. Embora os produtos de fissão sejam a forma mais perigosa de resíduos, um reator nuclear não produz muito deles. Um reator nuclear de 1 GW produz apenas cerca de 1.500 kg de produtos de fissão por ano. Os elementos transurânicos são também altamente radioativos, mas muitos deles são aproveitados como combustível nuclear; o restante pode ser seguramente fissionado por aceleradores de partículas.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia