Vendas de carros na Índia sobem 30% em 2010-11No ano de 2010, as vendas de carros indianos subiu 30%, o maior índice em mais de uma década, mas a disparada dos custos com matéria-prima devem frear esse crescimento, segundo a Sociedade Indiana de Fabricantes de Automóveis (SIAM).

As vendas de automóveis atingiram a marca de 1,98 milhões de unidades, num período que abrange o ano fiscal recém-encerrado até março de 2011. Isto representa a comercialização de 1,53 milhões veículos a mais do que no ano anterior, impulsionada pelo crédito barato e lançamentos de novos modelos de automóveis. "Temos que terminar o ano com saldo razoavelmente alto", disse o presidente da SIAM, Pawan Goenka.

O ganho percentual em vendas de automóveis no ano de 2010 até março de 2011 foi o maior desde 2000, quando as vendas de automóveis subiram 60%, conforme destacou a SIAM. Mas Goenka salientou que o crescimento deve diminuir em 16% ou 18% este ano devido à alta das commodities e os empréstimos mais caros, resultados de uma política monetária mais rígida que visa conter a inflação. A Índia é o segundo mercado automobilístico que mais cresce no mundo depois da China.

A expansão sustentada do mercado indiano em face de mercados saturados no Ocidente transformou o país num campo de batalha para os fabricantes de veículos globais. Ford, Renault-Nissan, General Motors e Volkswagen, além de outras montadoras, lançaram novos modelos na Índia recentemente. As vendas da japonesa Maruti Suzuki, líder do mercado de automóveis da Índia, saltaram para 966.447 unidades no ano passado, enquanto as vendas da concorrente Hyundai Motor da Coréia do Sul se elevaram e, 14% (358.904 unidades).

Em março, as vendas de automóveis de passageiros na terceira maior economia da Ásia deram um salto de 24%, com a comercialização de 194.199 unidades em relação ao mesmo período de 2010, destacou SIAM.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Economia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Economia