Toyota se prepara para reduzir metade da produção doméstica em maioA montadora Toyota informou nesta sexta-feira, 15 de abril, que já está se preparando para operar todas as suas fábricas de produção doméstica na metade do volume normal, entre o período de 10 de maio a 3 de junho, citando problemas com fornecimento de peças após o terremoto e tsunami ocorridos no Japão em 11 de março.

"A Toyota continua analisando a sua situação de produção no Japão após o desastre, e, por isso, a empresa decidiu que a produção de veículos entre os dias 10 de maio e 3 de junho irá proceder a aproximadamente 50% do volume total normal", disse a empresa.

A companhia também esclareceu que irá "decidir sobre a produção após este período, depois avaliar a situação de seus fornecedores e outras empresas relacionadas".

A companhia afirmou na semana passada que iria reiniciar o trabalho em todas as suas instalações de produção de veículos japoneses, de 18 a 27 abril, com aproximadamente 50% do ritmo normal. Esta retomada dos níveis de produção foi planejada para acontecer antes do feriado anual japonês, em 09 de maio.

No último dia 14 de abril, a empresa lembrou que iria suspender temporariamente a produção em cinco fábricas europeias durante alguns dias durante os meses de abril e maio, em razão da escassez de peças e componentes, em sua maioria, produzidos no Japão. A montadora já havia dito também que vai suspender todas as operações de saída na maioria de suas 14 fábricas na América do Norte por um prazo de quatro a cinco dias úteis neste mês.

Uma crise de fornecimento de componentes tem afetado e restringido a produção de automóveis no Japão, impondo um abrandamento de produção também no exterior, desde o dia 11 de março quando aconteceram as catástrofes naturais. Analistas dizem que esta crise ainda deve durar vários meses em meio a quedas de energia que continuam no país asiático.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas