A unidade da Companhia Siderúrgica Belgo-Mineira (CSBM) em Sabará, região Central, recebeu ontem os primeiros equipamentos de sua nova fábrica de barras e trefilarias para o setor automobilístico, dentro do programa de expansão das trefilarias da siderúrgica. A finalidade é triplicar a atual capacidade instalada da fábrica sabarense, alcançando 200 mil toneladas/ano até 2009. Na primeira etapa do processo, serão investidos R$ 25 milhões, de um total de R$ 50 milhões previstos para toda a expansão.

No primeiro momento, será ampliado o mix de produtos da companhia - a planta de Sabará passará a  produzir barras de diâmetro de até 42 milímetros, a partir de fio-máquina fabricado na usina de João Monlevade (região do Vale do Aço, a 108 Km de Belo Horizonte), fazendo com que a Belgo-Mineira seja a primeira siderúrgica da América Latina a usar esse processo de produção. Serão fabricadas também barras trefiladas de diâmetro até 77 mm, a partir de barras laminadas na unidade de Cariacia (ES).

Autor(es): Diário do Comércio

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas