Como a atividade de fabricação chinesa manteve-se por si própria, provavelmente, a cidade de Beijing deve prosseguir com uma política de arrocho monetário. O índice HSBC dos gerentes de compras da China (PMI) foi de 51,8, resultado inalterado perante o mês de março, comunicou o gigante bancário britânico.

As respostas dadas por executivos a pesquisa mensal do HSBC indicou que as empresas estão contratando em níveis superiores desde dezembro, apesar de ter havia apenas um ligeiro crescimento em novos negócios, além de um ritmo mais lento de expansão da sua produção, disse o banco.

A inflação permaneceu insistentemente alta em março, com o índice de preços ao consumidor subindo 5,4% em relação ao ano passado- o ritmo mais rápido desde julho de 2008 e bem acima da meta do governo de 2011, que seria de quatro por cento.

Os preços mantiveram-se elevados apesar dos quatro aumentos de juros desde outubro do ano passado, e inúmeros aumentos na proporção das exigências de reservas bancárias, o que efetivamente limita a quantidade de dinheiro que os bancos podem emprestar.

Os preços elevados dos alimentos e da habitação se tornaram as principais preocupações do público, levando o premiê Wen Jiabao aos esforços de uma nova promessa em conter o problema, durante seu discurso ao Parlamento da China no mês passado.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas