Mineração: Importância da platina como metalA platina é um metal precioso de cor branco-prateada que é procurado em todo o mundo. O seu brilho, assim como sua maleabilidade, ductilidade e resistência à corrosão são características que fazem deste tipo de metal uma escolha muito popular para a confecção de joias, como aneis de noivado, de casamento e coroas. A platina tem propriedades únicas que tornaram este metal estimado na indústria de mineração ao longo da história.

A platina é um membro do grupo de metais de platina (PGM), que inclui também o paládio, o ródio, o rutênio, o ósmio e o irídio. A escassez da platina em muitas áreas de mineração, juntamente com a alta demanda de mercado, classifica este metal como altamente valioso e precioso. Apesar de todos os metais preciosos serem considerados raros, a platina é extraída da terra em menor quantidade do que o ouro ou a prata, por exemplo.

O uso da platina tem enfrentado vários obstáculos ao longo da história. Este metal, muitas vezes, existe na natureza em partículas dispersas, combinadas com outros metais e com impurezas. Por isso, a extração da platina é um empreendimento difícil e que requer investimento de capital intensivo. Seu alto ponto de fusão, quase o dobro do ouro, tornou o trabalho com platina praticamente impossível, até que um químico chamado Schaffer desenvolveu uma maneira de fundir o metal precioso. A escassez e a conseqüente raridade da platina apresentaram um desafio contínuo ao longo da história, apesar de que este mesmo conceito de raridade seja um contribuinte para o valor elevado do elemento.

Aliança de platinaEmbora o histórico de utilização da platina não seja tão extenso como o do ouro, as propriedades únicas deste metal indicaram que ele seria uma forte commodity ao longo dos anos. Sendo um dos mais pesados e mais densos metais, exibindo uma resistência surpreendente à oxidação e à corrosão, o metal foi descoberto pelas indústrias de mineração e por outros profissionais como um produto que pode ser aproveitado tanto na fabricação de joias quanto de dispositivos usados nas indústrias atualmente. Muitos joalheiros e ourives do século 17 começaram a empregar a platina em jóias, correntes, relógios e talheres. Apesar de a platina sempre enfrentar grandes obstáculos por causa de sua escassez, em 1800 houve um aumento no uso de platina, contribuindo para que novas técnicas evoluíssem e facilitassem a mineração do metal.

Hoje, o uso de platina é cada vez maior e mais frequente. A eficácia da platina como um condutor de eletricidade possibilitou que o material pudesse servir de matéria-prima em dispositivos de contatos elétricos para vários fins industriais. É também um potente agente catalisador utilizado na produção de ácido sulfúrico e no refino de petróleo. Os campos médico e odontológico também encontraram muitas aplicações para a platina em equipamentos especializados e em implantes médicos. A estabilidade deste metal sob condições de altas temperaturas também permitiu sua utilização em componentes de motores de jatos e mísseis.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Mineração
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Mineração