Toyota registra queda nos lucros após terremoto no JapãoA Toyota Motor afirmou nesta quarta-feira, 11 de maio, que os lucros líquidos do quarto trimestre tiveram queda de 77% após o forte terremoto do Japão e do tsunami que atingiram o país e afetaram toda a produção, mesmo com o iene (moeda japonesa) fortalecido.

Como muitos de seus concorrentes japoneses, a Toyota se recusou a dar uma previsão para o ano em curso, mas avalia que o impacto da tragédia natural em 11 de março e disse esperar uma solução o mais urgente possível a fim de "normalizar" a produção em nível mundial já em junho.

O terremoto de 9,0 graus de magnitude e o consequente tsunami provocaram uma verdadeira “devastação” também na cadeia de abastecimento e nas instalações de produção de eletricidade, incluindo uma usina nuclear em Fukushima.

Em meio à escassez de energia e de peças, a Toyota havia anunciado interrupções na produção no mercado interno e nos Estados Unidos, bem como na União Européia, China e Austrália por causa da crise, abrandando temporariamente a produção ou fechando fábricas.

O presidente da Toyota, Akio Toyoda, esclareceu que os esforços da empresa em levar a produção à normalização estão avançando tanto no âmbito doméstico quanto na produção externa, e que espera recuperar cerca de 70% dos níveis de produção até junho próximo.

Cabe lembrar que esta estimativa é mais otimista em comparação com a previsão feita no mês passado, em que a expectativa era de normalização somente em julho nas unidades do Japão, e em agosto nas demais unidades de outros países.

No entanto, muitos analistas dizem que a queda de produção da Toyota a deixou em desvantagem em relação à General Motors em termos de vendas este ano. Por isso, o gigante japonês trabalha para sanar uma crise de recall envolvendo milhões de veículos da marca Toyota.


Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas