Lucro da ArcelorMittal recupera US $ 1 bilhãoA maior siderúrgica mundo em volume de produção, a ArcelorMittal, informou nesta quarta-feira, 11, que o lucro líquido do grupo no primeiro trimestre subiu para 1.070 milhões de dólares, na sequência de um revés ocorrido no final do ano passado devido a elementos excepcionais.

A empresa, de longe, a maior siderúrgica em volume de produção, disse esperar que a rentabilidade possa continuar melhorando no segundo trimestre em razão do aumento da sazonalidade e da majoração da demanda subjacente. O grupo registrou uma perda no último trimestre de 2010 em detrimento dos custos decorrentes da venda da Divisão de aço inoxidável.

No primeiro trimestre deste ano, comparável ao mesmo período do ano passado, a companhia obteve um lucro líquido de US $ 640 milhões."Como esperado, temos visto um forte começo de ano, com um aumento nas exportações e nos preços de venda", disse o CEO da ArcelorMittal, Lakshmi Mittal.

As vendas do primeiro trimestre cresceram em 27,3% em uma base de 12 meses, com lucro operacional bruto de US $ 2,6 bilhões, assinalando um aumento de 52%. Este resultado foi um pouco maior do o previsto (entre US $ 2,0 e $ 2,5 bilhões).

Lakshmi MittalO resultado incluiu a recuperação de US $ 300 milhões sob a forma de provisões não utilizadas. A dívida líquida subiu de US $ 2,9 bilhões para US $ 22,6 bilhões no primeiro trimestre devido ao investimento em capital de giro, às fusões e aquisições e operações em moeda estrangeira.

Os preços elevados das commodities que afetam os custos de seus insumos até o momento têm sido mais do que compensados por aumentos superiores aos seus preços de vendas.

A ArcelorMittal afirmou, porém, que alguns mercados, como Japão e África do Norte, começaram a decair, o que pode pesar nos resultados do segundo trimestre. A empresa também salientou que um aumento das taxas de juros na China poderiam afetar o crescimento também.

A dívida líquida deverá aumentar ainda mais por causa do investimento adicional em capital de giro. A empresa espera que o mercado global de aço cresça de 6,5% para 7% este ano. "Continuamos confiantes que 2011 será um ano forte, assim como foi 2010", disse Mittal.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas