Sony espera prejuízo líquido anual de US $ 3,2 bilhõesA Sony do Japão, nesta segunda-feira, 23, afirmou que espera um prejuízo líquido de 3.200 milhões de dólares para o ano fiscal encerrado em março, depois de atrasar a divulgação dos seus resultados corporativos em detrimento da avaliação dos danos ocasionados pelo terremoto no Japão em 11 de março.

A empresa, que divulgou seus resultados nesta última quinta-feira, acrescentou que espera voltar à lucratividade normal no ano corrente. A gigante de tecnologia e entretenimento disse que as vendas consolidadas e a receita operacional deverão estar em linha com as previsões de fevereiro.

A fabricante de jogos PlayStation e televisores Bravia foi forçado a fechar algumas unidades após os desastres que atingiram as cadeias de abastecimento de componentes eletrônicos danificou as instalações, inclusive afetando também a rede de eletricidade de boa parte do país asiático.

A Sony salientou em comunicado que o impacto do terremoto sobre as vendas foi estimado em cerca de 22 bilhões de ienes, mas que a empresa estima um montante recorde de 12 bilhões de ienes em custos relacionados com as plantas ociosas e previsões de apólices de seguro.

A Sony comunicou que também a previsão de perda de cinco bilhões de ienes de margem líquida, prejuízo associada a uma diminuição nas vendas após o terremoto, que afetou a demanda pelo consumidor.

As despesas relacionadas com a reparação, manutenção, limpeza pelos danos causados após o desastre natural resultaram em um impacto negativo nas financeiras em cerca de 11 bilhões de ienes, disse a empresa do setor de eletrônicos, embora a maior parte deste prejuízdo deva ser compensado por um seguro.

O diretor financeiro da Sony, Masaru Kato, advertiu: "Nós esperamos um impacto significativo em nossa divisão de produção no período de abril a junho, antes de recuperar as condições dos negócios como no período pré-terremoto”.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas