Perfuração geotérmica no setor de energiaA perfuração geotérmica é um processo pelo qual o calor é retirado da Terra e utilizado de forma produtiva para suprir as necessidades de energia. O calor pode ser aproveitado diretamente no atendimento de algumas necessidades comerciais e industriais, tais como para sistemas de aquecimento, mas o verdadeiro valor para o mercado de massa vem da capacidade do calor em ser convertido em outras formas de energia. A geração elétrica é uma das razões mais comuns que embasam os trabalhos de perfuração geotérmica em escala industrial no setor de energia.

A energia geotérmica é uma dos maiores recursos inexplorados em muitos lugares ao redor do planeta. A ciência física ensina que grande parte da energia do universo está na forma de calor e que os seres humanos não têm conseguido fazer um bom uso desse recurso ao longo dos anos, mesmo com o advento da tecnologia e seu constante avanço.

Contudo, as atividades de perfuração geotérmica pretendem transformar esta realidade. Ao fazer profundas perfurações com sondas especiais na crosta da Terra, especialmente em certas regiões do mundo, como a orla do Pacífico, há a possibilidade de descoberta e de exploração de vastas quantidades de energia. A perfuração dos poços geotérmicos é considerada um processo importante, uma vez que esses poços podem ter cinco quilômetros de profundidade ou mais, dependendo de onde se localizam. Considerando que há calor geotérmico em todas as partes do mundo, algumas regiões teriam de ser perfuradas de modo mais profundo, tornando a obtenção de energia geotérmica uma tarefa difícil. Assim, os custos de perfuração geotérmica nessas áreas provavelmente excederiam os benefícios proporcionados por esse recurso natural.

Perfuração geotérmicaAssim que o poço geotermal é perfurado, há uma fonte praticamente inesgotável de energia fluindo dele. Além disso, com as operações de perfuração geotérmica, o calor sobe rapidamente de fato, o que significa que este método exige menos em termos de mecanização para trazer a energia para a superfície, uma vez que o trajeto já foi criado pela passagem da sonda de perfuração. No entanto, o processo não se esgota com a perfuração geotérmica, já que após esse procedimento, é preciso ainda que o calor seja convertido em energia útil.

Em alguns casos, a conversão de energia não é necessária. Isto é normalmente visto quando a energia é utilizada para aquecimento de determinado ambiente. No entanto, esta é uma situação totalmente diferente das perfurações geotérmicas comerciais. Neste caso, o poço geotérmico não precisa ser tão fundo. Apenas alguns metros abaixo da terra, a Terra fica quase em uma temperatura constante entre 10-15,5 graus Celsius. Portanto, o ar só precisa ser aquecido cerca de 10 graus a mais para torná-lo confortável.

Quando a conversão for necessária, isso normalmente é feito através da produção de vapor. Alguns poços já fazem isso naturalmente, simplificando ainda mais o processo. Em outros casos, o vapor é criado usando o calor disponível. Esse vapor, então, gira as turbinas que produzem a eletricidade. Uma vez perfurado, os poços geotérmicos oferecem uma fonte limpa de energia, sendo nula de poluentes e gases de efeito estufa. *Como uma nota de esclarecimento, a energia geotérmica vezes pode ser denominada também como geo-termal.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia