Processo de mineração de diamantesA mineração de diamantes é um processo de extração de um dos minérios mais valiosos do planeta em determinadas minas ricas em diamantes, locais determinados por geólogos que têm uma compreensão da gênese dos diamantes. A gênese é o conhecimento de como os diamantes são criados ou formados.

Gênese dos diamantes

Os diamantes são gemas transparentes ou cristais compostos de carbono. Um fato interessante sobre um diamante é que ele o mais resistente objeto encontrado na Terra. A criação do diamante só ocorre sob um determinado nível de temperatura e pressão, podendo ser forjado apenas na camada ígnea da terra, a 93 km abaixo da superfície da terra. Todos os diamantes naturais se formam e se cristalizam no interior do núcleo da terra, ao longo de milhões de anos. Atualmente cientistas desenvolveram técnicas para criação de diamantes em laboratório, inclusive com uso de cabelo.

Com a formação da crosta no interior da Terra, as atividades vulcânica e magmática empurraram estes diamantes à superfície, através de explosões vulcânicas. Com o tempo, esses túneis de fluxo de magma solidificado formaram as rochas enriquecidas com diamantes. Os diamantes que chegam à superfície são distribuídos na parte mais profunda dos oceanos e dos leitos dos rios devido à erosão do solo. Esses diamantes são encontrados em grandes quantidades, dentro de vulcões extintos e regiões de minas espalhadas por vários locais do mundo.

Assim, as regiões formadas a partir de atividades vulcânicas no passado são ricas em deposições de diamantes. Estas são as regiões onde algumas das maiores minas de diamantes estão situadas.

Gênese dos diamantesProcesso de mineração do diamante

O processo de mineração dos diamantes varia de acordo com a natureza e a estrutura do minério, sendo necessário também considerar a posição de onde esta pedra especial tem de ser extraída. Ela pode estar em um depósito secundário, como um leito de rio, ou enterrada em um tubo vulcânico solidificado. Dependendo desses fatores, existem dois processos principais de mineração de diamantes, que são chamados de "tubo de mineração" e "mineração aluvial".

Mineração de tubos

Como o nome sugere, a extração de minérios pelo processo de mineração de tubos ocorre quando o diamante está solidificado em chaminés vulcânicas. Este magma solidificado, que é a rocha ígnea azulada, é chamado de 'kimberlito’. Estes tubos de kimberlito ocorrem nas “bocas” das crateras vulcânicas de vulcões inativos. O kimberlito é apenas um tipo de rocha ígnea vulcânica que tem diamantes, mas há muitas mais e elas ocorrem com diferentes combinações químicas.

Mineração aluvial

Há certos depósitos secundários de diamantes que são criados pela erosão da camada superior do solo, a partir de sites vulcânicos. Ao longo do tempo, esses minérios de diamante ficam depositados e incorporados no fundo do mar e nos leitos dos rios. Há muitos sítios de mineração deste gênero no mundo. Para extrair os diamantes, um separador de areia ou represa artificial é criado, contendo água em volta. Em seguida, o leito do mar ou rio é manual ou mecanicamente escavado, e os minérios são enviados para uma refinaria para a extração.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Mineração
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Mineração