Nos últimos anos, o mês de dezembro costuma ser de pouco movimento na venda de máquinas. Não é o que está acontecendo este ano, pelo menos para a Deb'Maq. A fabricante de máquinas está registrando bom volume de vendas, semelhante aos demais meses do segundo semestre.

Este fato, para Mauro Eduardo Trevisan, gerente de Marketing da Deb'Maq, é um sinal de que a retomada deve se manter ao longo de 2005. "O setor de máquinas no Brasil teve até 2003 um movimento muito modesto. Esse aquecimento de 2004, que ocorreu em vários setores, inclusive no de máquinas e equipamentos, ainda não acabou. Existe demanda e ela deve persistir no próximo ano", diz, acrescentando se em 2005 for mantido o mesmo patamar de negócios já será considerado um bom resultado.

Sem dispor ainda dos números finais deste exercício, Trevisan diz apenas que o crescimento em relação a 2003 foi muito significativo. "Quando trato da divisão metal-mecânica, posso garantir que o crescimento foi realmente muito bom. Na área de plásticos, mercado que passamos a atuar neste ano, conseguimos ultrapassar a meta especificada em janeiro", informa. Já o mercado externo registrou movimento semelhante ao do ano anterior. "Em alguns mercados está havendo uma retomada lenta. A Europa só agora está reagindo".

Segundo Trevisan, quatro fatores marcaram a atuação da Deb'Maq em 2004. Primeiro: a reprogramação visual, que modernizou a imagem da empresa. Segundo: a participação na Mecânica 2004, com um estande de grande porte e um resultado considerado bastante positivo. Terceiro: o lançamento do torno Revolution, que foi muito bem recebido pelo mercado e já é considerado um sucesso. E, por último, a entrada da empresa no segmento de máquinas para plástico. "Em 2005 nosso slogan será: Vamos produzir", afirma.

Autor(es): Usinagem Brasil

facebook      twitter      google+

Máquinas & Equipamentos
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Máquinas & Equipamentos