O que é radioatividadeA radioatividade é o processo pelo qual núcleos atômicos instáveis liberam, de forma natural ou artificial, energia a partir partículas subatômicas. A radioatividade é uma palavra usada também como referência às partículas subatômicas. Este fenômeno é observado em elementos pesados, como urânio e isótopos instáveis, como o carbono-14.

A radioatividade foi descoberta pela primeira vez em 1896, pelo cientista francês Henri Becquerel. Becquerel descobriu que os sais de urânio eram capazes de denegrir uma chapa fotográfica colocada no escuro, mesmo através de uma barreira de papel. Experimentos subsequentes distinguiram três tipos distintos de radiação - partículas alfa (compostas por 2 nêutrons e 2 prótons), partículas beta e raios gama (ondas eletromagnéticas). Estes são carregados positivamente, negativamente e neutro, respectivamente.

A radioatividade é um processo aleatório, o que significa que é fisicamente impossível prever se um determinado núcleo atômico decairá e emitirá radiação em um dado momento. A radioatividade pode ser natural ou espontânea, o que significa que se manifesta nos elementos radioativos e nos isótopos localizados na natureza e que são responsáveis por poluir o meio ambiente. A radioatividade também pode ser classifica como artificial ou induzida, sendo estimulada por variações nucleares artificiais nos reatores nucleares.

RadioatividadeEm pequenas doses, a radioatividade é um fluxo de energia nuclear útil e que pode ser aproveitada pelo homem positivamente. Por exemplo, os reatores nucleares exploram a radioatividade para gerar calor. Os materiais fosforescentes, por vezes, incluem pequenas quantidades de átomos radioativos. Durante os testes de produtos farmacêuticos, as drogas são, na maioria das vezes, misturadas com átomos radioativos para que elas possam ser mais facilmente rastreadas enquanto se movimentam por todo o corpo.

Em doses elevadas, a radioatividade é extremamente perigosa. Na Ucrânia, na cidade de Chernobyl, um acidente nuclear de grandes proporções envolvendo reatores nucleares ocorreu durante a Guerra Fria, e continua gerando impactos sobre a população local até os dias de hoje. Muitas armas foram projetadas e testadas, de modo a aproveitar a radioatividade como uma arma de guerra e de guerrilha.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Energia
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Energia