O que é engenharia de análise estruturalA engenharia de análise estrutural é um campo dentro da engenharia que lida principalmente com o estudo de projetos e a análise de várias estruturas que devem apoiar ou resistir às cargas. Este tipo de engenharia é aplicado na construção de grandes edificações, mas pode também ser aproveitado na análise de estruturas de navios, pontes, gasodutos, aeronaves e unidades de produção industrial. A engenharia de análise estrutural se faz primordial para garantir que uma estrutura seja capaz de suportar cargas elevadas, além de mudanças climáticas ou desastres naturais. O campo da engenharia de análise estrutural é geralmente dividido em três categorias distintas: civil, arquitetura e mecânica.

A teoria de análise de engenharia estrutural é geralmente baseada em leis físicas conhecidas, bem como conhecimento experimental do desempenho passado de vários tipos de materiais estruturais. Esta área da engenharia normalmente utiliza apenas alguns elementos básicos, a fim de construir um sistema estrutural muito complexo. Os elementos básicos que compõem a maioria das estruturas incluem colunas, arcos, vigas, assim como placas e cabos. Esses elementos também são classificados como sendo curvados ou retos, apresentando uma ou duas dimensões.

O campo da engenharia de análise estrutural começou a ser reconhecido durante a Revolução Industrial, no final do século 19. Antes disso, um arquiteto e um engenheiro de análise estrutural desempenhavam essencialmente a mesma função, atuando como um mestre de obras. Conforme o conhecimento de certas teorias estruturais foi sendo ampliado durante este período, surgiu a necessidade de haver um engenheiro civil especializado em análise estrutural para executar determinados trabalhos na engenharia civil e na construção. Hoje, a complexidade da maioria das estruturas modernas exige uma grande dose de criatividade do ponto de vista estrutural, visando assegurar que estas estruturas suportem e resistam às cargas a que são submetidas.

Estruturas de engenharia civil Entre as estruturas de engenharia civil que requerem a análise estrutural de engenharia estão as barragens, as pontes, os dutos e plataformas offshore. Estas estruturas são muitas vezes sujeitas a forças extremas causadas por variações de temperatura e cargas dinâmicas provocadas pelas ou pelo tráfego intenso. Por vezes são construídas em ambientes altamente corrosivos no mar e no subsolo.

Já as estruturas de engenharia arquitetônica, como armazéns e arranha-céus, são muito complexos e necessitam que uma equipe de engenheiros faça a análise estrutural, a fim de completar o seu projeto de construção. Durante o estudo, esses engenheiros precisam levar em consideração alguns fatores, como peso da carga, intensidade do vento, neve, chuva, fogo e terremotos ao projetar uma estrutura. Além de manter a integridade estrutural da edificação, a construção pode conter sistemas de aquecimento, ar condicionado, de comunicações e de iluminação, que devem ser levadas em conta na concepção geral do projeto.

Os princípios básicos de engenharia de análise estrutural são repetidamente aplicados na construção de certos tipos de estruturas mecânicas também. As estruturas mecânicas que exigem este tipo de engenharia abrangem as embarcações, aeronaves, vagões, elevadores e guindastes. Algumas estruturas mecânicas, tais como navios e aviões, são muitas vezes submetidas a impactos extremos durante vários anos, ou durante todo o ciclo de operação. Ao conceber este tipo de estrutura, um engenheiro deve se certificar de que ele pode suportar essas tensões durante um longo período de tempo.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Construção Civil
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Construção Civil