O que é o processo de captura de carbonoO processo de captura de carbono consiste no controle e na redução das emissões de dióxido de carbono, que são os gases produzidos em grandes sistemas, como usinas de energia. Através da captura de carbono, antes que este gás tóxico seja liberado ao meio ambiente, os métodos e sistemas de captura de carbono conseguem reduz a quantidade de CO2 sendo liberada na atmosfera, amenizando também alguns dos danos provocados pelas emissões de carbono e que poluem o ambiente. As crescentes preocupações sobre os níveis elevados de dióxido de carbono desde o início do século 21 levou ao interesse de autoridades governamentais, cientistas, empresas e ambientalistas a investirem e realizarem estudos específicos, de forma a desenvolver um método de captura de carbono que serveria no gerenciamento das emissões de carbono.

A tecnologia de captura de carbono envolve o procedimento de coleta e armazenamento de gás poluente. Neste processo, o carbono retido é transportado para um local onde possa ser armazenado. Esta técnica se concentra principalmente em locais de armazenagem subterrânea, que muitas vezes estão diretamente abaixo das instalações de produção de dióxido de carbono, para maior conveniência e mais facilidade logística.

Algumas críticas sérias têm sido levantadas em consideração a cerca do processo de captura de carbono. Isto porque, além de ser muito caro, se o CO2 deve ser recuperado a partir dos gases formados após a combustão, ou extraído antes da combustão como parte de um processo químico. O custo da captação de carbono torna-se impraticável para as empresas preocupadas com as despesas operacionais, especialmente porque os consumidores podem relutar em ter os custos repassados a eles. A instalação de equipamentos para reter o carbono também pode ser um processo caro e moroso.

Captura de carbonoUma vez capturado, o CO2 também apresenta um problema de armazenamento. Se as instalações de armazenamento apresentarem algum tipo de vazamento, o dióxido de carbono acabaria escapando novamente para a atmosfera. Esses mesmos vazamentos também se mostram perigosos para os animais e para o homem.

Alguns pesquisadores sugeriram que o dióxido de carbono aprisionado pode ser processado para reutilização, com o armazenamento sendo uma solução temporária e não permanente. No entanto, o tratamento pode ser oneroso e exigir um longo prazo, e não está claro o quão útil e acessível os produtos resultantes seriam. Por exemplo, o CO2 pode ser reaproveitado em combustíveis, mas o combustível pode ter um custo nada atraente.

Muitos especialistas têm sugerido também que investir em tecnologia de captura de carbono distrai o público da preocupação real, que é a dependência dos combustíveis fósseis. Ao investir em tecnologias alternativas de combustível, os governos e o público seriam mais atendidos em longo prazo, reduzindo as condições de emissão do dióxido de carbono é emitido,em vez de tentar mitigar as emissões e como elas ocorrem.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Meio Ambiente
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Meio Ambiente