Depois de apresentar queda no valor das ações na Bolsa de Valores dos EUA no início deste ano, em razão das preocupações de que os custos mais altos de insumos prejudicariam suas margens de lucro, a Nike superou os resultados do quarto trimestre e do ano fiscal de 2011, de acordo com o que estimam os analistas. Agora, s ações da empresa voltam a subir no mercado de ações americano.

A Nike informou a receita de US $ 5,8 bilhões no quarto trimestre, um aumento de 11% em uma base de moeda neutra, e todo o ano receita de US $ 20,9 bilhões, um aumento de 10%.

O fabricante de calçados Beaverton, com base em Oregon, observou em seu informe de resultados que as "maiores receitas e despesas alavancadas mais do que compensaram a menor taxa bruta de margem".

"No ano fiscal de 2011, obtivemos resultados excepcionais em tempos extraordinários", disse Mark Parker, presidente e CEO da Nike. "Nosso negócio é organizado para impulsionar o crescimento em várias marcas, regiões e categorias, e nós conseguimos isso através do panorama constante de mudanças macroeconômicas".

Parker acrescentou: "O apetite mundial para o esporte nunca foi tão forte". A Nike disse que seu lucro diluído por ação para o trimestre (1,24 dólares, um aumento de 17%) e do ano (4,39 dólares, representando uma majoração de 14%) atingiu níveis recordes.

No final do trimestre, as encomendas futuras da Nike previstas para entrega a partir de junho a novembro totalizaram US $ 10,3 bilhões, 15% superior às encomendas registradas no mesmo período do ano passado. Essas futuras encomendas, excluindo-se as variações de moeda, referem-se aos mercados emergentes, com 23% dos pedidos de compras, e 17% na Grande China.


Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas