Principais vantagens de uso das baterias nuclearesAs baterias nucleares fogem da decadência contínua de certos elementos radioativos. Estes tipos de baterias de longa duração estão ainda em fase de desenvolvimento teórico e prático, mas prometem fornecer uma fonte de energia limpa, segura e quase infinita. E já se sabe com certeza que as baterias nucleares, inclusive as baterias miniaturizadas e portáteis, mais conhecidas como pilhas nucleares, podem fornecer energia por tempo mais prolongado do que as baterias ou pilhas de lítio. Estes suprimentos foram projetados para uso em aparelhos domésticos e eletroeletrônicos, bem como para diversos setores industriais, como de engenharia civil, aeronáutica e indústrias médicas.

Embora a viabilidade e a segurança na produção da energia nuclear estejam sendo reavaliadas por muitos cientistas e por autoridades em todo o mundo, após o acidente nuclear ocorrido no Japão em março deste ano, devido às tragédias naturais, muitos especialistas em energia nuclear ainda tentam convencer a população e os governos locais de que esta ainda é uma das melhores maneiras de se obter energia limpa, renovável e segura.

Só para se ter idéia, a bateria nuclear em miniatura faz uso de um semicondutor líquido, quando o habitual das fontes ou reatores nucleares é empregar tipos de semicondutores sólidos. Um semicondutor, possivelmente feito de silício, captura os elétrons e os direciona para uma fonte de energia constante. Mesmo uma pequena quantidade de material radioativo é capaz de fornecer uma carga de energia por muito mais tempo, antes que este material se acabe. A produção de eletricidade a partir do uso dos tipos de baterias nucleares é possível graças ao processo de betavoltaicos.

Os betavoltaicos são geradores de corrente elétrica, que utilizam a energia de uma fonte radioativa que emite partículas beta (elétrons). Uma fonte comum utilizada é o hidrogênio trítio isótopo. Ao contrário da maioria das fontes de energia nuclear, que usa a radiação nuclear para gerar calor para então produzir a eletricidade, os betavoltaicos usam um processo de conversão não-térmico. Os betavoltaicos são particularmente bem adequados em aplicações de baixa potência elétrica, em que o prolongamento de vida útil da fonte de energia é necessário.

Bateria nuclearA nomenclatura “nuclear” ainda causa muitas desconfianças nos mais leigos. Mas isso não significa que adquirir uma bateria ou pilha nuclear é se manter em contato com um reator nuclear em miniatura. Na verdade, esse produto é projetado para ser muito mais seguro do que as baterias químicas comuns. Os elementos radioativos são bastante raros, e como eles são distribuídos através de um semicondutor, são também muito bem isolados. Ao contrário das pilhas alcalinas, os tipos de pilhas nucleares não se corroem.

Os cientistas ainda estão trabalhando nos projetos de produção das baterias nucleares para torná-las totalmente seguras e eficazes, antes que possam ser fabricadas em ampla escala e comercializadas ao público em geral.

Tecnologia de bateria nuclear

A tecnologia de bateria nuclear começou a ser desenvolvida em 1913, quando Henry Moseley demonstrou pela primeira vez a célula beta. O estudo recebeu considerável atenção e maior profundidade de investigação porque essa tecnologia atendia as necessidades de fontes de energia de longa duração que seriam utilizadas em viagens ao espaço, durante os anos 50 e 60.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Suprimentos Industriais
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Suprimentos Industriais