O consumo doméstico de transformados de alumínio deve ter alcançado 737,5 mil toneladas em 2004, de acordo com estimativa preliminar da Associação Brasileira do Alumínio (Abal). O resultado, se confirmado, representará o recorde histórico do setor e será 11% superior em relação ao ano anterior.

Já as exportações devem chegar a US$ 2,7 bilhões, cerca de 2,9% das vendas externas do País. Foram exportadas mais de 1 milhão de toneladas entre alumínio primário, ligas, semimanufaturados e sucata. Desse total, os semimanufaturados tiveram destaque, com 218,6 mil toneladas exportadas, 14% a mais que em 2003. O setor deve fechar 2004 com a produção de 1,45 milhão de toneladas de alumínio primário, 5,6% a mais do que no ano anterior.

Para este ano, as vendas internas de tranformados de alumínio devem chegar a 840 mil toneladas. Já produção de alumínio primário deve crescer em 30 mil toneladas.

Autor(es): InvestNews/Gazeta Mercantil

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas