A gigante indústria de refrigerantes Coca-Cola informou que seus lucros subiram 18% no segundo trimestre, com crescimento sólido em todo o mundo, o que superou as expectativas da empresa. A renda foi de US $ 2,8 bilhões, superior aos US $ 2,4 bilhões contabilizados no mesmo período do ano anterior. O lucro por ação subiu 18%, passando para US $ 1,20.

Dentro de um período de seis meses até junho deste ano, a renda e o lucro por ação também sofreram alta de 18% sobre a percentagem de um ano atrás. O crescimento da receita foi mais forte na América do Norte, de aproximadamente 141%, devido às contribuições da empresa norte-americana de engarrafamento da Coca-Cola Enterprises, que a companhia adquiriu no ano passado.

As receitas e o lucro operacional se solidificaram, especialmente na unidade da Coca-Cola do Pacífico, que inclui a região da China e da Coréia do Sul, além do sul da Austrália e Nova Zelândia. O volume de vendas da Coca-Cola aumentou em 24% na China e 17% na Rússia, e alavancou bons ganhos nos principais mercados, incluindo México, França e Alemanha, segundo a empresa.

"Mesmo que os consumidores ao redor do mundo continuem a sentir o impacto de uma lenta recuperação econômica, eles escolhem cada vez mais os produtos da marca Coca-Cola e de outras marcas da companhia ", disse o executivo-chefe Muhtar Kent.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Empresas
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Empresas