Depois de enormes prejuízos financeiros no ano passado devido ao desastre ambiental no Golfo do México, que envolveu o derramamento de petróleo em larga escala, além das perdas em razão dos preços elevados do petróleo, a petrolífera britânica BP informou um aumento no lucro líquido no segundo trimestre de 2011. O lucro líquido atingiu a marca de 5.620 milhões de dólares no período de abril a junho, em comparação a uma perda significativa de 17.150 milhões de dólares no segundo trimestre de 2010.

Lucro líquido ajustado - considerando as flutuações no valor dos estoques de energia - chegou a US $ 5,3 bilhões no segundo trimestre de 2011, depois de uma enorme perda de 16,97 bilhões se dólares em 2010. A leitura ficou aquém das expectativas do mercado, que previam um lucro ajustado de US $ 6 bilhões. A receita total subiu 39%, para 103,84 bilhões de dólares no segundo trimestre, em comparação com os US $ 75,87 bilhões ano passado.

Enquanto isso a produção de petróleo caiu quase 11%, chegando a 3,43 milhões de barris de óleo equivalente por dia no segundo trimestre, refletindo principalmente a suspensão das atividades de perfuração no Golfo do México. A empresa do setor de petróleo e gás também foi atingida quando o grupo vendeu US $ 25 bilhões em ativos para ajudar a alavancar a companhia após o desastre com a explosão da plataforma petrolífera.


Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Petróleo & Gás
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Petróleo & Gás