Como o acetato de celulose é usado nos processos industriaisO acetato de celulose é uma substância artificial derivada do composto natural orgânico, a celulose. A celulose é o principal ingrediente estrutural das plantas, e é geralmente considerada como o composto orgânico mais comum na Terra. O acetato de celulose é fabricado da polpa da madeira por um processo de purificação. É uma substância renovável e biodegradável, proporcionando uma fonte barata de fibra de qualidade, que pode ser usado em muitos processos industriais.

Além de sua importância como uma fibra sintética, especialmente para uso na indústria têxtil, o acetato de celulose tem uma série de outras aplicações. Estas incluem a produção de fita magnética de computador, curativos cirúrgicos e alguns tipos de adesivos. O filme de acetato de celulose também é usado na fotografia. A fibra de acetato de celulose é muitas vezes confundida com o triacetato de celulose, que é um composto semelhante contendo uma proporção maior de celulose. O propionato acetato de celulose é outra substância similar, usada para a fabricação de uma série de itens de plástico, como armações de óculos, embalagens blister, plásticos e ferramentas.

A produção comercial deste composto é geralmente realizada por tratamento de celulose na forma de polpa de madeira com vários produtos químicos. O principal deles é o ácido acético. O anidrido acético é geralmente usado também no tratamento, juntamente com o ácido sulfúrico. Este processo é chamado de acetilação, e em um nível molecular, os átomos de hidrogênio das moléculas de celulose são substituídos por grupos acetil, grupo molecular baseado no carbono. Após a acetilação, a substância pode ser dissolvida, e em sua forma fibrosa serve para produzir o produto têxtil final.

Peças de acetato de celuloseO processo de acetilação foi descoberto, já em 1865, por um químico chamado Paul Schützenberger, que trabalhou na França. No entanto, esta descoberta não foi patenteada por ele, até que em 1894 os cientistas Charles Cross e Bevan Edward patentearam a invenção no Reino Unido. De 1920 em diante, o acetato de celulose tem sido produzido comercialmente.

Quando usada para vestuário, esta fibra é macia e resistente, e permite que a pele "respire". Alguns outros benefícios deste tipo de fibra incluem sua resistência ao encolhimento, quando lavada, suas qualidades hipoalergênicas e sua resistência ao desgaste. Em linhas de produção modernas, essas fibras geralmente são misturadas com outras substâncias, tais como algodão , seda, nylon ou lã. A demanda por suprimentos de fibras de acetato de celulose tem diminuído nos últimos anos devido à descoberta de vários tipos de fibras de poliéster.

Autor(es):
Editora

facebook      twitter      google+

Suprimentos Industriais
 Veja todas as noticias e artigos relacionados a Suprimentos Industriais